Advogado palmitalense Francisco de Assis Silva morre no Rio de Janeiro aos 86 anos
Filho de Henrique Aberto da Silva, Chicão saiu de Palmital aos 24 anos
Compartilhe

O advogado palmitalense Francisco de Assis Silva, conhecido na cidade como Chicão, morreu nesta segunda-feira, 09, no Rio de Janeiro, aos 86 anos, onde estava radicado desde jovem.

Chicão era filho do comerciante Henrique Alberto da Silva, um dos pioneiros da região da Vila América e Vila Nova (Bairro São José), onde foi homenageado com o nome de uma rua, irmão dos já falecidos Geraldo Alberto da Silva, o Geraldão, um dos fundadores do Clube 13 de Maio de Palmital e comerciante em São Paulo, e de José Henrique da Silva, o Juca, que foi jogador do antigo Operário Futebol Clube, servente na escola J.J. Bittencourt e que se aposentou como carcereiro na antiga Cadeia Pública de Palmital.

Chicão deixou Palmital com 24 anos, radicou-se no Rio de Janeiro, onde se formou advogado e exerceu a profissão durante muitos anos. No Rio, o palmitalense constituiu família, onde deixa esposa, filhos e netos e seu corpo será cremado amanhã.

Compartilhe