Bebê de 2 meses é salvo de engasgamento duas vezes em 24h por PMs
Eloá foi salva por policiais militares duas vezes em São Vicente, SP — Foto: Arquivo Pessoal
Compartilhe

Elaine Cristina de Melo Nascimento, de 33 anos, conta que a filha foi salva durante duas madrugadas seguidas, em São Vicente, no litoral paulista.

A pequena Eloá, de apenas 2 meses de idade, passou por dois salvamentos seguidos em apenas 24 horas, em São Vicente, no litoral de São Paulo. Policiais militares desengasgaram o bebê, que foi levado pela mãe às pressas à corporação. “Vou ser grata o resto da minha vida, eles salvaram meu bebê, minha vida”, diz emocionada a mãe Elaine Cristina de Melo Nascimento, de 33 anos. Ela relatou que descobriu que a causa dos engasgos foi o leite complementar, que já teve o uso suspenso.

Elaine conta que os salvamentos ocorreram nas madrugadas de quarta (25) e quinta-feira (26). O bebê havia mamado, e ela o deixou no colo por ter medo de que engasgasse. Apesar da medida, pouco tempo depois, Eloá começou a gemer de dor e perdeu o ar.

“Acendi a luz e ela já estava roxa, a boca estava espumando e o olho arregalado. Nisso, tentei desengasgar, mas não consegui. Na hora, saí correndo do jeito que estava”, relembra.

Elaine tentou ir a um posto do Samu, mas como não teve retorno, correu para a Segunda Companhia de Polícia Militar do município. Ao chegar, já foi atendida por uma policial militar, que segurou o bebê e passou a fazer a manobra para desengasgar, junto com um colega PM. “Foi horrível. Mas ela [policial] soube exatamente o que fazer na hora, foi Deus, ela conseguiu reanimar a Eloá, que voltou e começou a chorar”, conta a mãe.

Mas, o susto foi o primeiro que a mãe levaria no período de 24 horas. Elaine conta que, no dia seguinte, passou pela mesma situação, durante a madrugada, correndo com o bebê para o posto, após tentar desengasgá-lo, sem sucesso. Novamente, a mãe foi atendida pelos policiais, que conseguiram salvar Eloá. “Veio uma gratidão”, conta emocionada.

Policiais participaram do salvamento de bebê em São Vicente, SP — Foto: Reprodução/Polícia Militar
Policiais participaram do salvamento de bebê em São Vicente, SP — Foto: Reprodução/Polícia Militar https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-37/html/container.html

Ela relata que, após o ocorrido, percebeu que a fórmula de leite utilizada para complementar a amamentação poderia estar causando os engasgos. “Quando saí, fui ao pediatra e falei sobre o leite, que foi suspenso”, explica a mãe. Nas duas ocasiões, Elaine levou o bebê ao Hospital Municipal da cidade.

Policiais

A soldado que participou do atendimento no primeiro dia, Magma da Silva, de 33 anos, conta que o salvamento foi especial, por ser o primeiro que realiza na Polícia Militar. Ela relata que estava na companhia durante a madrugada, quando a mãe da criança chegou chorando, desesperada, com o bebê nos braços.

“Eu vejo algumas ocorrências assim, mas nunca participei. Sou mãe recente, e a gente fica emocionado na hora que a criança chora, o primeiro choro é um alívio. A primeira coisa que pensamos é no nosso filho”, conta a soldado.

Magma conta que foi um momento emocionante, e que contou com o apoio do colega, o soldado Jorge Izidoro de Almeida Netto, de 30 anos. “Foi o segundo deste ano, inclusive, na Polícia Militar, tem algumas premiações, e eu recebi por ter salvado outra criança. Temos esse treinamento de adultos e crianças, de como fazer a manobra”, conta o soldado. https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-37/html/container.html

Netto explica que, nesses episódios, eles tentam acalmar a mãe enquanto fazem o salvamento. “Sentimento de dever cumprido, faz parte da atividade da Polícia Militar. Salvar uma criança gera muita felicidade”, finaliza Izidoro.

Fonte: G1

Compartilhe

Deixe uma resposta