Caminhoneiro morre no pedágio de Palmital
Compartilhe

O caminhoneiro Cristiano Jesuíno, de 43 anos, morreu na noite desta sexta-feira (29/03) em um acidente na praça de pedágio de Palmital, no quilômetro 413 da rodovia Raposo Tavares. O motorista, que residia em Itajaí (SC), conduzia uma carreta que bateu violentamente contra a estrutura do posto de arrecadação operado pela Concessionária Auto Raposo Tavares (Cart). Um carro também foi atingido pelo concreto projetado e o motorista ficou ferido.

De acordo com informações  policiais, o acidente aconteceu por volta das 21h30 em uma das passagens de cobrança automática de pedágio (sem parar), na pista de sentido capital-interior (Ibirarema-Palmital). Cristiano conduzia a Scania T113 azul, com placas LXX-7717/Laguna(SC), que tracionava reboque frigorífico. Por motivos a serem apurados, o cavalo mecânico, que trafegava a cerca de 90 km/h,  bateu violentamente contra as muretas de concreto do pedágio, em local onde a velocidade máxima permitida é 40 km/h.

Devido à violência do impacto, houve a projeção de concreto sobre um GM/Onix preto, com placas FYR-9558, de Sorocaba, que passava pelo local. O condutor do carro Danilo Alves Vitorino, de 27 anos, sofreu ferimentos leves. Devido aos danos na cabine do caminhão ocasionados pela violência do impacto, o motorista teve morte instantânea e ficou preso às ferragens. Foi feito o acionamento das equipes do Corpo de Bombeiros e da Cart para atender o acidente e garantir a segurança no pedágio.

As duas pistas de cobrança automática (sem-parar) do pedágio de Palmital ficaram interditadas até a madrugada deste sábado, pois houve a necessidade do direcionamento do trânsito para as outras baias durante os trabalhos de resgate e remoção dos veículos. Também foi acionada a Polícia Civil de Palmital, que realizou perícia para apurar as circunstâncias e apontar as responsabilidades sobre o acidente.

Compartilhe

Deixe uma resposta