Com quase 330 notificações em Palmital, Prefeitura coleta entulho e faz nebulização para conter a dengue
Compartilhe

A Prefeitura de Palmital está empenhada em conter o avanço da dengue e evitar uma epidemia que cause maiores riscos à população. Devido ao elevado número de notificações desde o início do ano, os órgãos municipais estão com diversas estratégias de ação contra o Aedes aegypti. As principais atividades desenvolvidas pela administração municipal são o bloqueio a criadouros, o mutirão para a retirada de entulho de imóveis e a nebulização com inseticida.

 

A Secretaria de Obras começou na segunda-feira (03/02) a coleta de materiais e recipientes depositados nas ruas pelos moradores dentro do projeto de Mutirão da Limpeza. A Secretaria de Saúde intensificou o combate aos criadouros por meio de visitas domiciliares, incluindo a orientação da população, e iniciou a nebulização com inseticida na terça-feira (04/02).

Ambas as ações que visam evitar os criadouros e fazer a erradicação do inseto adulto foram iniciadas no bairro Afonso Negrão, que concentra a maioria dos pacientes. Os trabalhos devem prosseguir nos próximos dias e atender áreas de maior risco da doença, como a região do São José. Dados da Secretaria de Saúde da Prefeitura confirmam a situação de alerta para uma epidemia de dengue em Palmital.

 

Do início de janeiro até a manhã de terça-feira (04/02), conforme a Vigilância Epidemiológica, foram registradas 329 notificações para a doença. Exames laboratoriais confirmaram 41 casos e apenas restaram 6 negativos em ocorrências nas quais pessoas que apresentaram sintomas. O restante dos pacientes ainda aguarda a realização dos exames de sangue ou a emissão dos laudos da sorologia feita pelo Instituto Adolf Lutz de Marília para confirmar ou descartar a doença.

Compartilhe

Deixe uma resposta