Comer bacon emagrece, garante médico fisiologista

Afinal, o bacon pode ou não ser um alimento saudável? A resposta é sim, desde que alguns cuidados sejam tomados em relação à origem do produto. Assim como os processos a que ele foi submetido e ao tipo de cozimento utilizado em seu preparo.

 

Quem resgata o bacon do banco dos réus – pelo menos em parte – é o médico fisiologista e ortopedista são-roquense, Mauricio Egydio. Especialista em longevidade, incluindo a alimentação saudável, Egydio estudou muito bem o assunto, ao ponto de desfazer alguns mitos sobre o alimento.

 

De acordo com o médico de São Roque, o bacon é uma carne, geralmente retirada da barriga do porco, que passa por um processo de cura e defumação. No entanto, se engana quem pensa que a origem do bacon é apenas suína. Egydio esclarece que é possível encontrar bacon de peru e de boi, por exemplo.

 

Gordura que faz bem à saúde

O bacon, se consumido de forma correta pode ser um benéfico para a saúde. Egydio explica que a carne possui gorduras que são muito boas para a saúde.

 

Mauricio Egydio revela dados que causam surpresa em muita gente. Por exemplo: quase 50% da gordura encontrada no bacon é monoinsaturada. Ou seja, gordura semelhante ao óleo de oliva. Além disso, 40% da gordura do bacon é saturada, semelhante ao óleo de coco, muito usado como auxílio ao emagrecimento.

 

E os restantes 10% da gordura presente no bacon? Bem, essa parte é composta pela gordura poliinsaturada. No entanto, a qualidade dessa parte da gordura é influenciada diretamente pela forma como o porco foi criado.

 

Controle de peso, colesterol e diabetes

O médico são-roquense ressalta que os benefícios esperados dessas gorduras são a redução de peso, porque “gordura não engorda”, e um ganho extra de energia. Egydio assinala que a energia proveniente da gordura beneficia principalmente o cérebro. Isso é devido à formação de corpos cetônicos, alimento preferido do cérebro.

 

A gordura insaturada mantém os níveis de insulina baixos durante o dia, ajudando na perda de peso e a diminuir o risco de diabetes. A gordura insaturada também aumenta os índices de HDL, o tipo de colesterol que recolhe as gorduras do corpo e acerta os níveis do LDL, popularmente conhecido como colesterol ruim.

 

Proteínas para o metabolismo

Egydio também destaca que o bacon é rico em proteínas, que é essencial para acelerar o metabolismo e ajudar na redução de peso. Mas não é apenas por conta da proteína e das gorduras boas que o bacon pode ser bom para a saúde. O doutor Mauricio ressalta ainda que o alimento é rico em vitamina B3, sendo que uma porção de 100 gramas conta com 11 mg da vitamina.

 

Conforme o médico, o consumo de bacon ajuda na digestão, reduz o colesterol e controla o diabetes. Além disso, também facilita o emagrecimento, protege a saúde cardiovascular e facilita o ganho de massa magra.

 

Por fim, o médico acrescenta que o bacon consumido sem exageros estimula a produção de hormônios e dá mais energia ao organismo.

 

De acordo com Egydio, os benefícios não param por ai. Ele relaciona o consumo de bacon à melhora da circulação sanguínea e reforço do sistema imunológico.

 

Bacon X carboidrato e açúcar

Dr. Egydio alerta, no entanto, para a associação entre bacon e alimentos ricos em carboidratos e açúcares. O médico ressalta que bacon consumido com excesso de carboidrato – acompanhado de masas e pães, por exemplo – resulta e uma combinação perigosa.

 

“Quando associado a vegetais ou a outras proteínas, porém, o consumo de bacon faz muito bem à saúde”, garante o médico são-roquense.

 

Bacon é o mesmo que Pancetta?

Bacon e Pancetta são a mesma coisa? Maurício Egydio lembra que ambos são feitos a partir da barriga de porco – ou de outros animais -, entretanto, os processos de preparo são diferentes. O bacon é de origem inglesa, defumado, curado no sal e tem sabor mais forte e marcante. Além disso, geralmente é encontrado em forma de fatia ou misturado com outros tipos de carne,

 

Já a Pancetta é de origem italiana e não passa pelo processo de defumação. Na maioria das vezes é incrementada com noz moscada, especiarias e alho. Pode ser encontrada em forma de fatias bem finas, em cubos ou, ainda, em rodelas. “Outro diferencial é o sabor leve e delicado”, aponta o médico.

 

Finalizando, Mauricio pontua que o bacon artesanal é a melhor opção para manter a alimentação saudável. Isso porque, o produto é feito de forma mais natural, com menos aditivos químicos e conservantes.

Fonte: TopBuzz

Leia também no JC Online

Compartilhe
Fechar Menu
Não Permitido Cópia