Corpo de motorista assassinado é localizado às margens do rio Paranapanema
Compartilhe

 

 

A polícia vai investigar a morte do motorista Marcelo Junior Ribeiro, de 42 anos, residente, no Jardim das Paineiras, em Chavantes (SP). Ele foi encontrado já sem vida na tarde de domingo (30/01), por volta das 14h, às margens do rio Paranapanema, em Ribeirão Claro (PR) próximo à ponte pênsil de Chavantes.

 

Marcelo teria sido assassinado por um tiro de arma de fogo. A camionete de sua propriedade foi encontrada incendiada no distrito de Irapé, em Chavantes, na madrugada de domingo. Em contato com a família, o Passando a Régua, recebeu a informação de que Marcelo será sepultado na manhã desta segunda-feira (01/07), às 10h, no cemitério de Jacarezinho (PR), onde a vítima tinha familiares.

A polícia investiga a morte de Marcelo. E o que chama a atenção é que o homem foi morto num suposto assalto, mas os criminosos por fim incendiaram sua camionete.

 

DESAPARECIMENTO

Por volta das 9h20 da manhã de domingo, a companheira do motorista Elaine da Silva, 39 anos, foi até a Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Ourinhos, onde registrou o desparecimento e afirmou que ele teria saído no sábado (29/-6), por volta das 17h, de sua residência na rua Margarida, no Jardim das Paineiras, em Chavantes.

 

De acordo com Boletim de Ocorrência, Marcelo teria ido com sua GM S10 verde, com placas de Ourinhos, junto com uma pessoa de apelido “Bunda de Pano”, para o distrito de Irapé. A mulher contou que conseguiu falar com o marido ainda no sábado, às 21h03, via WhatsApp e depois disso não teve mais contato.

 

Já na madrugada de domingo, a mulher recebeu a ligação da polícia dizendo que encontrou a camionete já queimada no distrito de Irapé.  No Boletim de Ocorrência, a mulher ainda contou que Marcelo sofria de esquizofrenia.

Fonte: Passando a Régua

Compartilhe

Deixe uma resposta