• Post category:Polícia
Compartilhe

Desempregado foi flagrado pela Polícia Rodoviária depois de subtrair espelho do banheiro e fação em instalações administradas pela Cart

jornal da comarca polícia
Balança foi arrombada

 Um desempregado de 39 anos, que cumpria pena em regime semiaberto em Tremembé e ganhou o benefício da saída temporária no final de ano, foi preso na manhã de quinta-feira por furto nas instalações da balança administrada pela Cart no quilômetro 412 da Raposo Tavares, nas proximidades da praça de pedágio de Palmital. O acusado, residente em Palmital e conhecido nos meios policiais pela prática de crimes, foi flagrado por uma equipe da Polícia Rodoviária logo depois de subtrair um espelho e fios de cobre. Ele foi apresentado na Delegacia da Polícia Civil, autuado em flagrante e encaminhado à Cadeia Pública de Lutécia.

De acordo com registros de ocorrência, o presidiário arrombou as instalações da balança, que está fora de operação, e subtraiu um espelho do banheiro e pouco mais de 20 metros de fiação de energia. Posteriormente, ele foi localizado por uma equipe da Polícia Rodoviária trafegando com uma bicicleta pela rodovia, em direção a Palmital, levando os produtos furtados. Imagens das câmeras de segurança indicaram que ele de fato havia entrado no prédio para furtar os materiais avaliados em R$ 150,00. O prejuízo com o arrombamento foi de aproximadamente R$ 400,00.

O presidiário confessou a prática do crime e se disse arrependido, afirmando que usaria os objetos para vender e obter dinheiro para a compra de drogas. A Polícia Civil solicitou perícia no local e as imagens das câmeras de vigilância para incluir no processo. O acusado teve a prisão em flagrante decretada pelo delegado Giovani Bertinatti, que considerou as circunstâncias de furto qualificado, os danos causados à concessionária e o histórico do detento, que tem condenações por furto, roubo, tráfico e porte de armas.

Depois da autuação, o desempregado foi levado para a Cadeia Pública de Lutécia, de onde deveria ser encaminhado para audiência de custódia no plantão da Justiça em Assis. O delegado responsável pelo caso solicitou a conversão da prisão temporária em preventiva, para que continue sob tutela. Bertinatti também fez encaminhamento de ofício ao juiz responsável pela execução penal do presidiário solicitando a regressão do regime para fechado, pois sua conduta criminosa é diversa do objetivo da ressocialização prevista no regime semiaberto.

Compartilhe

Deixe uma resposta