Direito à saúde e SUS são temas de conferência em Palmital
Compartilhe

Evento realizado pela Prefeitura no Centro Cultural reuniu representantes da comunidade e recebeu sugestões e propostas

 

 

A Prefeitura de Palmital realizou na quinta-feira da semana passada a 3ª Conferência Municipal de Saúde, evento que reuniu representantes do Poder Público e da sociedade civil no Centro Cultural Antônio Sylvio Cunha Bueno. O tema “Democracia e saúde – saúde como direito e consolidação do SUS” serviu de reflexão sobre a realidade local, com avaliação das necessidades e demandas para o estabelecimento de propostas que promovam a melhoria constante do atendimento na rede básica e melhor qualidade de vida à população.

A abertura teve a presença do prefeito José Roberto Ronqui, acompanhado da primeira-dama Fátima Ronqui, do presidente da Câmara Francisco de Souza, da secretária de Saúde Daniele Andrade dos Santos e do presidente do Conselho Municipal de Saúde Rodrigo da Silva Gonçalves de Paula. A secretária abriu os trabalhos destacando os avanços do setor da saúde em Palmital entre 2017 e 2019, seguida pelo prefeito que ressaltou a importância de buscar melhoria no setor da saúde e declarou aberta a conferência.

A cerimônia teve a leitura do regimento interno, que foi aprovado pelos participantes.  Em seguida, foi ministrada palestra pela assistente social Isabel Cristina Nucci de Souza, que é Articuladora da Atenção Básica da DRS-9, de Marília. Ela ressaltou os desafios da administração pública para o setor, a importância da participação popular no processo e um novo olhar para a melhoria do setor de saúde pública, principalmente no atendimento oferecido pelo SUS.

Em um segundo momento, os conferencistas foram divididos em grupos para avaliar a situação no município e apresentar propostas de acordo com os eixos temáticos previamente definidos.

As moções foram apreciadas na reunião plenária de encerramento da conferência e as propostas aprovadas serão utilizadas no direcionamento da política para o setor em Palmital e enviadas ao encontro regional, que também terá representantes palmitalenses.

 

CONFERENCISTAS APRESENTAM PROPOSTAS

Para o eixo temático que trata da regulação na estrutura do SUS, houve ênfase nas ações preventivas e a realização de palestras educativas, formação de grupos e busca-ativa junto à população. Os conferencistas indicaram a implantação de um Núcleo Ampliado de Saúde da Família e Atenção Básica (Nasf) em Palmital para melhor encaminhamento dos pacientes, além de mais investimento na qualificação dos profissionais para tornar mais eficientes os serviços. Houve também a proposta da criação de uma equipe reguladora para agilizar o atendimento nas unidades.

No quesito referente à participação social, ficou estabelecido a criação de uma central de informações para divulgar dados e esclarecer sobre cirurgias e agendamentos de consultas e exames, além da ampliação dos medicamentos oferecidos na Farmácia Municipal e a garantia de mais investimentos no setor. No terceiro eixo, que trata da saúde como direito, foi feita a proposta de elaboração de cartilha sobre direitos e deveres dos usuários do SUS, além de outros materiais e ações informativas. Também foi indicada a formação dos Conselhos de Bairros nos núcleos do ESF e a contratação de agentes comunitários para o Centro de Saúde.

Compartilhe

Deixe uma resposta