Embrapa e IICA fazem evento pela Agricultura Tropical
Compartilhe

Então olhei para o campo e ví o Brasil …

– Quero saber apresenta:

“… a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) promoveram a Semana Internacional de Agricultura Tropical (AgriTrop). Houve também uma homenagem ao ministro Alysson Paolinelli, indicado para o Nobel da Paz 2021. É oportuno lembrar que o prêmio Nobel para Paz 2020 foi concedido ao Programa Mundial de Alimentos, PMA, agência das Nações Unidas, entre os motivos para a premiação, é a grande capacidade de ação durante a pandemia do Sars-cov-2…

* O desperdício de alimentos é uma realidade ruim no mundo?

* Cúpula Mundial de Sistemas Alimentares será na ONU?

* O que é Sistema Alimentar?

Em setembro próximo vai acontecer na ONU a Cúpula Mundial dos Sistemas Alimentares, assunto referente as atividades envolvidas na produção, processamento, transporte e consumo de alimentos no mundo. Estas reuniões tratarão especialmente de ações em direção a Agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável. O objetivo destas reuniões será também aumentar a concientização e elevar a discussão pública sobre o assunto. Enquanto isso aqui no Brasil, na Agritrop a divulgação do modelo brasileiro de Agricultura Tropical Sustentável desenvolvido ao longo das últimas cinco décadas, que transformou o Brasil de país importador de alimentos, na década de 1970, para um dos maiores players do agronegócio mundial. Tratou-se de aumento de produtividade, geração de emprego e renda, com melhoria da qualidade de vida nas zonas rurais e preservação do meio ambiente. O Brasil está sendo questionado no exterior e pelo que parece, toda a questão é economica. É como aquele sujeito simples, humilde e que não dá importância ao dinheiro e; de repente começa a dar. Então tudo muda, a sofisticação tomou o lugar da simplicidade. Agora o assunto é nada mais nada menos que; econômico; e economia, do pequeno ao grande. 

– Por hoje é isso. Paz, saúde, fim da pandemia e, até a próxima com uma palavra Brasiliana.

Compartilhe

Deixe uma resposta