Esposa confessa morte do marido, tenente PM
Compartilhe

 

A empresária Tânia Zappeline, de 42 anos, confessou informalmente no começo da noite desta quarta (22), ter assassinado no final da tarde o seu marido, o ex-comandante do 21º Batalhão da Polícia Militar do Norte da Ilha, Tenente coronel Silvio Gomes Ribeiro, de 54 anos. Tânia, que acionou a polícia após o crime, a princípio relatou ter ocorrido um suicídio. O corpo estava caido no chão da sala, no apartamento do casal, no bairro Estreito, em Florianópolis. Na Delegacia, pouco depois, ela confessou o crime.

Na sua primeira versão, Tânia contou aos policiais que, planejando cometer suicídio, Ribeiro a teria dopado, e em seguida trancado a esposa no quarto. Ela contou que, quando acordou, conseguiu abrir a porta, com uma chave reserva que estava guardada numa gaveta, e se deparou com o corpo do marido caído no chão da sala, junto a uma poça de sangue.

A mulher contou também que, ainda vivo, Ribeiro se debatia no chão, dizendo não precisar de ajuda, pois “queria morrer”. Ela relatou que, mesmo assim, ela ainda tentou vestir o marido para leva-lo ao Hospital. No entanto, ainda pode perceber seu último suspiro. Em seguida, a mulher entrou em contato com a filha do casal, Nathally, que orientou a mãe a procurar a Polícia. Ela foi conduzida à CPP – Central de Plantão Policial, no Centro da Capital, por policiais da 4ª DP e Delegacia de Homicídios.

O Tenente Coronel Silvio Ribeiro estava aposentado desde 2013. Em 2016, concorreu a vereador em Florianópolis pelo PSC.

Compartilhe

Deixe uma resposta