• Post category:Polícia
Compartilhe

Marcelo Rocha Maciel, de 35 anos, residente em Campo Grande, dirigia carro que se chocou contra caminhão na madrugada de ontem, em Bataguassu, quando seguia a caminho de Palmital

 

Jornal da Comarca Polícia
Marcelo Morreu aos 35 anos

Um acidente ocorrido na madrugada de ontem em Bataguassu, no Mato Grosso do Sul, causou a morte de Marcelo Rocha Maciel, de 35 anos, filho dos palmitalenses Dirlei Maciel e Sandra Rocha. O analista de sistemas, que residia em Campo Grande, dirigia um automóvel que se chocou na traseira de uma carreta que estava parada na BR-267, que faz ligação com o Estado de São Paulo.

De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal, o acidente ocorreu entre Bataguassu e o Distrito de Nova Porto XV, quando o Ford Ka vermelho, de Marcelo, que seguia no sentido Leste, se chocou com a traseira de um caminhão que havia parado no acostamento da rodovia devido a defeito mecânico e deixou parte do reboque sobre a pista. Com o impacto, o veículo capotou, ele ficou preso às ferragens e morreu na hora, antes da chegada da equipe de resgate do Corpo de Bombeiros de Bataguassu.

O motorista do caminhão, de 54 anos, disse à PRF que o sistema de freios do seu veículo travou, impedindo que conseguisse parar a carreta inteira no acostamento, ficando apenas parte da traseira sobre a lateral da pista. O condutor também afirmou que o local estava sinalizado e, pouco antes de ocorrer o acidente, ele fez contato com a Polícia Rodoviária para comunicar o fato.

O motorista também contou que ouviu um forte ruído que balançou o caminhão e viu o carro capotando, parando no acostamento da pista contrária. A PRF apontou preliminarmente que o automóvel Ka estaria em alta velocidade e que o motorista não teria percebido o reboque parado sobre a pista. A ocorrência também foi atendida pela Policia Civil do MS e pelo Núcleo de Pericias de Nova Andradina, que fizeram o levantamento das condições do local e dos veículos para apurar com detalhes as circunstâncias do acidente.

Nascido em Pirapozinho, Marcelo Rocha Maciel, de 35 anos, era filho do casal de palmitalenses Dirlei Maciel e Sandra Rocha Maciel, que depois de alguns anos morando fora, estão residindo novamente na cidade.  Formado pela Unip, de Assis, Marcelo residia e trabalhava em Campo Grande em um grupo empresarial especializado em informática.

Com origem em duas famílias tradicionais de Palmital, Marcelo deixa além dos pais Dirlei e Sandra, também o filho Rafael, de apenas dois anos, a mulher Rafaela, as irmãs Karina e Carolina, ambas médicas, vários tios e dezenas de primos da família Rocha e Maciel.

Na tarde de ontem, quando do fechamento desta edição, foi confirmado o translado do corpo, sem confirmação de horário de chegada, o velório em Palmital, na Funerária Aliança, e o sepultamento no Cemitério Municipal hoje, às 8 horas.

Compartilhe

Deixe uma resposta