• Post category:Rapidinhas
Compartilhe

FORA DOS TRILHOS

A notícia da apreensão de um caminhão usado por ladrões para furtar trilhos da ferrovia é retrato fiel do descaso a que o patrimônio público está relegado. Em vez de se propor a recuperação da malha ferroviária, a correção do traçado, o uso para transporte regional e turístico, ou simplesmente doar as áreas às cidades, esperam que tudo desapareça como desculpa para medidas suspeitas. O país sem trilhos e fora dos trilhos.

 

BOM USO

Na pior das hipóteses, de simplesmente abandonar o pouco que resta da ferrovia que atende a região, deve-se ao menos entregar os trechos para que os municípios possam usar como estradas rurais ou vias urbanas expressas. Em Palmital, por exemplo, poderia ser aberta uma importante avenida de expansão da área urbana para o outro lado da rodovia Nelson Leopoldino, facilitando o acesso a uma área já bastante ocupada.

 

RODOVIA DO CRIME

A polêmica rodovia de ligação entre a Nelson Leopoldino e Cândido Mota, que não passou pela zona urbana de Palmital, agora atende mais ao crime que aos agricultores. Sem manutenção, sem fiscalização e cheia de curvas e buracos, é caminho ideal de pessoas suspeitas, sem documentos ou com carregamento ilegal, como o caminhão flagrado com 800 quilos de drogas. Sem contar o que já passou impunemente.

 

TEMPLOS OU HOSPITAL

As iniciativas comunitárias beneficentes em Palmital estão mais voltadas à religião que às ações sociais. As grandes festas, com enorme arrecadação, angariam fundos para a construção de igrejas, enquanto não se consegue a mesma mobilização em relação à Santa Casa. Igrejas e hospitais são muito importantes, mas temos dezenas de templos e apenas um hospital. Três eventos ao ano para a Santa Casa ajudariam muito.

 

CANCELA AUTOMÁTICA

Depois de muita negociação, em 2016 a Câmara de Palmital autorizou a Cart instalar uma cancela na estrada municipal em terra de acesso à Usina Pau D’Alho, para evitar o desvio do pedágio. Tudo feito em possível desrespeito ao direito e ir e vir dos cidadãos e sem sequer gerar empregos na cidade, pois o sistema funciona por meio de câmeras que ficam em Bauru e identificam as placas dos veículos que podem ou não passar.

 

CANCELA CANCELADA

A cancela foi instalada e é operada pela Cart, mas estampa o brasão da Prefeitura de Palmital, transparecendo que se trata de um sistema mantido pelo Município. A contrapartida seria a doação de cobertores para a campanha do agasalho e mudas de árvores para reflorestamento, mas parece que nem isso é cumprido. Diante da falta de contrapartida e da porteira sempre quebrada, deveriam cancelar a cancela.

 

APROVAÇÃO COM LOUVOR

Uma enquete no site JC Online, para avaliação do mesmo pelos internautas, ofereceu as opções Excelente, Ótimo, Bom, Regular, Ruim e Péssimo. As três primeiras, que indicam larga aprovação, somaram a 86,8% dos votos, indicando que o veículo de comunicação está agradando os usuários. Ruim e Péssimo foram apenas 11,5% e Regular chegou a míseros 1,65%, valorizando muito o resultado.

 

ESTEIRA DE NOTÍCIAS

A vantagem do impresso é a perpetuação da notícia transformada em documento perene, enquanto o sistema eletrônico garante rapidez e alcance maior de leitores. Junto às notícias de consumo imediato, também estão as de interesse público e de divulgação de nomes, marcas e pessoas, criando a esteira que aumenta muito o número de leitores alcançados pela comunicação do JC. Fechamos o ciclo da informação.

Compartilhe

Deixe uma resposta