Compartilhe

O professor aposentado Fuade Pedro Elias morreu aos 78 anos. Profissional muito conhecido e respeitado na área da educação, além de integrante uma família com grande tradição no comércio de Palmital, ele foi a óbito no final da tarde de domingo (13/02).

Nascido em 20 de outubro de 1943 em Boituva, era o mais novo dos nove filhos dos imigrantes sírios Pedro Elias e Nabia Haddad Elias. Ele veio ainda garoto para Palmital com a família no final da década de 1940. Seu pai montou a Padaria Elias em prédio vizinho ao Cine Palmital, onde hoje está a agência do Bradesco, que funcionou até 1985.

Depois de concluir os estudos básicos, Fuade cursou geografia em uma faculdade de Jacarezinho e se formou professor. Ele se casou com Leonice dos Reis Elias, com quem teve os filhos Fernando e Rodrigo, que lhe renderam os netos Fernando Antônio, Pedro e Giulia.

Fuade iniciou sua carreira na rede estadual de ensino na década de 1970 e trabalhou em cidades da região. Em Palmital, ele foi docente nas principais escolas de ensino fundamental e médio da cidade, contribuindo para a formação de gerações de alunos nas escolas Horácio da Silva Leite, J. J. Bittencourt e Adalgisa Cavezzale de Campos.

Fuade se aposentou em 1995 e deixou o magistério. Nos anos 2000, ele ocupou a função de diretor de obras da Prefeitura durante a administração do prefeito Reinaldo Custódio da Silva, o Nardão. Posteriormente, trabalhou na marmoraria instalada pelos filhos Fernando e Rodrigo em Palmital.

Fuade é irmão do comerciante Roberto José Elias, de 84 anos, pai da vice-prefeita Ana Elisa Martins Elias da Silva. Depois do anúncio do falecimento diversas homenagens e mensagens de condolências à família foram postadas em redes sociais. Seu corpo foi velado no Memorial Aliança e sepultado na manhã de segunda-feira (14/02) no Cemitério Municipal de Palmital.

Confira mais detalhes na versão impressa do JC

Compartilhe

Deixe um comentário