Fundo Social inicia atividades da Escola da Moda em Palmital
Compartilhe

Projeto é desenvolvido em parceria com o Fussp e oferece capacitação na área de corte e costura; atividades visam a geração de renda

 administração jc

 

 

O Fundo Social de Solidariedade ministrou na manhã de terça-feira a aula inaugural da Escola da Moda em Palmital, cujo objetivo é oferecer qualificação profissional na área da confecção. O programa, desenvolvido em sala na sede do programa Ações Educativas, no bairro São José, tem parceria com o Fundo Social de São Paulo (Fussp), o antigo Fussesp, que passou a ser administrado em 2019 pela primeira-dama do Estado Bia Doria.

A iniciativa, que também conta com apoio da Prefeitura, oferece oportunidade a pessoas de baixa renda para o desenvolvimento de uma atividade voltada à geração de renda ou para melhor preparação na busca de colocação no mercado de trabalho no ramo da confecção.

A inauguração contou com a presença da primeira-dama e presidente do Fundo Social Fátima Ronqui, acompanhada do prefeito José Roberto Ronqui e da secretária de Assistência Social Cláudia Cruz Paulino.

Fátima Ronqui deu as boas-vindas as 20 alunas da primeira turma e falou sobre as propostas do projeto, destacando que as técnicas de corte e costura são muito úteis, tanto para o trabalho em confecções quanto para as atividades de artesanato, possibilitando uma ampla área de atuação dos profissionais formados na Escola da Moda. O prefeito enfatizou a importância da capacitação para oferecer condições de que, com o próprio trabalho, a pessoa possa gerar renda e melhorar a qualidade de vida. Ronqui destacou também que sua administração busca sempre oferecer oportunidade de qualificação para a população.

Cláudia Paulino motivou as alunas para que tenham perseverança e se mantenham ativas nas aulas até a conclusão do curso, pois assim terão novos conhecimentos para o desenvolvimento das atividades na área de confecção e atingirão melhor formação para buscar uma oportunidade no mercado de trabalho. As atividades são ministradas pela instrutora Lucia Umbelina Soares Candia, profissional do ramo que passou por curso de capacitação realizado pelo Fussp para o desenvolvimento do projeto.

As aulas são realizadas nas manhãs de segunda e terça-feira, das 8 às 11 horas, e terão duração aproximada de quatro meses. O curso, com atividades teóricas e práticas, oferecerá conhecimentos sobre a história da moda, práticas organizacionais e das técnicas de modelagem e montagem dos mais variados estilos.

Os trabalhos são realizados em uma sala cedida pela Secretaria de Educação, no prédio do programa Ações Educativas, no complexo da Praça Dona Morena, onde também são desenvolvidas as atividades da Escola da Beleza e do projeto de karatê. A infraestrutura conta com mesas e três máquinas retas e uma overlock para a confecção das peças, além de tecidos e aviamentos necessários à produção das roupas.

Compartilhe

Deixe uma resposta