Garoto de 12 anos é morto a facadas e tem corpo com sinais de esquartejamento
Compartilhe

A polícia argentina está investigando a morte de um garoto de 12 anos, que foi encontrado com 30 golpes de arma branca, sem genitais e com aparente tentativa de esquartejamento. Diego Roman foi encontrado na quinta-feira (11/07) no município de Recreo, província de Santa Fe, na Argentina, um dia depois de ter sido dado como desaparecido.

 

“Já fiz mais de três mil autópsias e numa vi um caso assim em toda a minha carreira”, afirmou o legista Pascual Pimpinela, que possui uma carreira de 20 anos.  

 

Diego desapareceu depois de ter saído de casa para ir para escola, na quarta-feira (10/07). A autópsia revela que a sua morte ocorreu entre a noite do desaparecimento e a manhã do dia seguinte.

 

O seu corpo foi encontrado sem roupa pelo vice-presidente do clube onde este jogava futebol. O garoto mudou-se, juntamente com os quatro irmãos, para casa do pai e da madrasta há cinco meses.

 

A mãe acusa o pai da criança de estar envolvido no crime. Segundo ela, o ex-marido havia a proibido de fazer com os filhos desde que estava com guarda dos menores. O acusado nega que alguma tenha praticado o ato macabro.

 

Compartilhe

Deixe uma resposta