Compartilhe

O município de Ibirarema teve origem no início do século 20, a partir de um pequeno povoado denominado Pau D’Alho, localizado nas margens de um pequeno rio homônimo. O Pau D’Alho, espécie de árvore de madeira mole e com forte odor de alho, abundante na região, emprestou o nome ao rio e ao povoado.

Em 1913, as primeiras explorações para a construção da Estrada de Ferro Sorocabana passaram pelas terras que circundavam o povoado de Pau D’ Alho e fez com que alguns moradores da região transferissem suas residências para a margem da futura ferrovia. Os pioneiros deste deslocamento foram João Corrêa e Nadário Marana, que fundaram nas proximidades dos trilhos da Sorocabana o povoado de Ibirarema.

Em 1914, após a inauguração da Estrada de Ferro Sorocabana, o novo povoado começou a progredir extraordinariamente, atraindo cada vez mais moradores. Em 1922, por meio da Lei nº 1.889, de 11 de dezembro, o povoado foi elevado a condição de Distrito de Pau D’ Alho e posteriormente anexado ao município de Salto Grande.

O Distrito foi transformado em município de Ibirarema pelo Decreto-Lei nº 14.334, de 30 de novembro de 1944 e instalado a 1º de janeiro de 1945, ganhando autonomia político-administrativa própria e tendo como sede do Poder Judiciário a Comarca de Palmital. O atual prefeito é Thiago Briganó, que está em seu segundo mandato consecutivo.

Com terras férteis e planas, o município tem como base econômica a agricultura e a agroindústria da cana-de-açúcar, que ocupam grande quantidade de mão-de-obra. Da área de 228 quilômetros quadrados, 70% do território é ocupado pela atividade rural. A população atual de Ibirarema, segundo estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para 1º junho de 2018, é de 7.663 habitantes.

Entre os destaques da cidade estão a igreja matriz de Nossa Senhora do Carmo, o Cristo Redentor na praça de entrada de Ibirarema e o complexo ferroviário, incluindo a antiga estação, galpões e casas de ferroviários, que foram adquiridos pela Prefeitura Municipal e se transformaram em centro de esporte, lazer e cultura para a população, além de abrigar órgãos e departamentos municipais. No âmbito rural, destacam-se o cultivo de grãos (soja e milho).

A Usina Pau D’Alho, que era grande fonte de geração de empregos e arrecadação aos cofres municipais na produção de álcool e açúcar para exportação, fechou as portas em 2012. O fato gerou grande crise no município, fazendo com que a atual administração tivesse de desenvolver ações para superar as dificuldades e recolocar a cidade no caminho do desenvolvimento. Recentemente, a empresa teve a falência decretada e a área industrial foi vendida a empresários de Palmital que estão recuperando as instalações para voltar ao funcionamento.

Atualmente, a Prefeitura desenvolve importantes ações voltadas ao desenvolvimento socioeconômico e à transformação do perfil do município. Um dos destaques é o projeto do Distrito Industrial às margens da Raposo Tavares, que oferecerá completa infraestrutura para instalação de empreses. A administração municipal também desenvolve ações voltadas ao turismo, como forma de garantir destaque na região.

Compartilhe

Deixe uma resposta