Homem é preso suspeito de envenenar companheira com cerveja contaminada por dietilenoglicol
Compartilhe

Mulher está internada em estado grave em hospital de BH. Substância foi a mesma que contaminou vários lotes da Backer, segundo denúncia do Ministério Público.


Um homem de 42 anos foi preso nesta segunda-feira (19) pela Polícia Civil, em Mateus Leme, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Ele é suspeito de ter envenenado a mulher, na semana passada, com dietilenoglicol, substância altamente tóxica, geralmente usada em processos de refrigeração.

  • Backer: Polícia Civil indicia 11 pessoas da cervejaria após intoxicação por dietilenoglicol
Homem é suspeito de envenenar a companheira com dietilenoglicol em Mateus Leme
Homem é suspeito de envenenar a companheira com dietilenoglicol em Mateus Leme

De acordo coma investigações, o homem comprou a substância pela internet por R$ 35 há dois meses e esperou o momento oportuno para envenenar a companheira.

No dia 11 de abril, ele misturou o produto em uma cerveja e deu à mulher. Dois dias depois, a vítima procurou atendimento no hospital da cidade. Ela piorou e foi transferida no mesmo dia para o Hospital Municipal de Contagem, também na Grande BH, a 45 quilômetros de Mateus Leme. Há três dias ela segue em uma UTI, na capital mineira. Segundo a polícia, o estado de saúde é gravíssimo.

“Como a mulher começou a piorar, o homem contou aos profissionais de saúde que tinha envenenado a esposa com dietilenoglicol e depois se entregou à polícia”, disse a delegada que investiga o caso, Lígia Barbieri.

Suspeito foi ouvido na delegacia da Polícia Civil em Mateus Leme, na Grande BH — Foto: Reprodução/TV Globo
Suspeito foi ouvido na delegacia da Polícia Civil em Mateus Leme, na Grande BH — Foto: Reprodução/TV Globo

O consumo da substância pode ser fatal, dependendo da dosagem. Em 2019, um vazamento da mesma substância contaminou vários lotes de cervejas produzidas pela Backer. Vinte e nove pessoas foram intoxicadas, 16 tiveram sequelas graves e 10 morreram.

Ainda segundo as investigações, o homem disse que envenenou a mulher porque a relação era marcada por brigas, traições antigas e instabilidades financeiras.

“O casal estava junto há 19 anos, tem dois filhos, de 8 e 17 anos. Os filhos estão sob a guarda de parentes. A mulher tem outra filha de outro relacionamento”.

O homem teve a prisão preventiva decretada e seguiu para o sistema prisional. Ele pode ser indiciado por tentativa de homicídio, com agravante de tentativa de feminicídio.

Caso Backer: 1 ano depois
Caso Backer: 1 ano depois

Fonte: G1

Compartilhe

Deixe uma resposta