Homem é suspeito de tentativa de estupro contra enteada de 13 anos em Palmital
Caso foi registrado na Delegacia da Polícia Civil de Palmital, que investigará a autoria da tentativa de estupro
Compartilhe

Um auxiliar de carpinteiro foi detido na quinta-feira pela Polícia Militar acusado de tentar estuprar a própria enteada no conjunto habitacional Albino Rainho, em Palmital. O acusado, de 29 anos, teria se aproveitado da ausência da mãe da menina para agarrá-la dentro de um dos quartos da residência. A menor teria sofrido lesões no pescoço durante a investida. Ele foi apresentado na Delegacia da Polícia Civil, onde houve o registro da ocorrência para a investigação do caso.

 

Segundo registros da Polícia Militar, o homem teria se trancado com a adolescente em um quarto pela manhã e aumentou o volume do som do rádio, para que o irmão menina, de 6 anos, não ouvisse. Em seguida, passou a agarrar a menor como se fosse brincadeira, mas teria beijado, chupado e mordido o pescoço da jovem, causando lesões. O padrasto também teria passado as mãos nas nádegas da menor, que reagiu com tapas para que ele parasse.

 

O abuso, segundo relato da PM, só cessou porque o irmão menor da vítima começou a bater insistentemente na porta do quarto e fez com que o auxiliar de carpinteiro a abrisse e permitisse que a garota saísse. Assustada e com medo, a menina fugiu para a casa da avó e só conseguiu relatar o episódio horas depois, possibilitando que o policiamento fosse acionado no início da noite.

 

Diante do suposto crime de estupro de vulnerável, o padrasto foi detido e levado à Delegacia da Polícia Civil, onde foi apresentado ao delegado Gustavo Barbosa de Siqueira, que lavrou o Boletim de Ocorrência. Contudo, não foi procedida a prisão do acusado, que já tem passagem por tráfico de drogas, por não existir o estado de flagrância do crime. A vítima foi conduzida até o pronto-socorro, para o exame de corpo de delito devido às lesões existentes em seu pescoço.

Compartilhe

Deixe uma resposta