Mauro Júnior, filho de palmitalense, é convocado para a seleção olímpica de futebol
Compartilhe

A manhã de sexta-feira (16/08) foi de agitação na sede da CBF, localizada no Rio de Janeiro. Além da ​convocação da Seleção Brasileira principal para seus primeiros amistosos pós-Copa América, houve também a convocação da Seleção Olímpica (Sub-23), já em contagem regressiva para os Jogos Olímpicos do Japão, em 2020.

 

Entre os 23 convocados pelo técnico André Jardine, está o meio-campista Mauro Júnior, cuja mãe é palmitalense e residiu em Palmital por alguns anos, que representará o Brasil em amistosos contra Colômbia (05/09) e Chile (09/09), ambos a serem realizados no Pacaembu, em São Paulo. Mauro Júnior, que tem 20 anos e se profissionalizou em 2017 no PSV Eindhoven, da Holanda, atual atualmente no também holandês Heracles Almelo.

 

Também foram convocados os goleiros Cleiton (Atlético-MG), Daniel Fuzato (Roma) e Lucão (Vasco), os laterais Renan Lodi (Atleti), Guga (Atlético-MG), Emerson (Betis), Guilherme Arana (Sevilla), os zagueiros Lyanco (Bologna), Luiz Felipe (Lazio), Ibañez (Atalanta), Walce (São Paulo), os meias Douglas Luiz (Aston Villa), Jean Lucas (Lyon), Allan (Fluminense), Wendel (Sporting), Pedrinho (Corinthians) e os atacantes: Matheus Cunha (RB Leipzig), Antony (São Paulo), Arthur Cabral (Palmeiras), Artur (Bahia), Tabata (Portimonense), Paulinho (Bayer Leverkusen).

TRAJETÓRIA

O jogador é filho da palmitalense Angélica Pedroso, tendo nascido em Assis e residindo em Platina durante a infância, até se mudar para Palmital ainda menino, tendo estudado na escola Adalgisa Cavezzale de Campos. Seu pai é Mauro Ferreira dos Santos, que reside em Assis, onde começou a praticar futebol aos dez anos, com treinamento na escola Moleque Travesso.

 

Devido ao bom desempenho no futebol, ele foi selecionado para defender as categorias de base do Desportivo Brasil, de Porto Feliz, onde foi titular e dono da camisa 10 em edições da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Devido ao desempenho no Desportivo Brasil, ele foi convocado para as categorias de base da Seleção Brasileira e, em muitas disputas internacionais, conquistou o título Sul-Americano de 2015, em competição disputada no Paraguai.

 

Em junho de 2017, ele assinou seu primeiro contrato profissional e se mudou para a Holanda pra defender o PSV Eindhoven, onde foi campeão holandês em 2018. Em agosto deste ano ele se transferiu, por empréstimo, para o Heracles e disputa a temporada da divisão principal do futebol holandês.

Compartilhe

Deixe uma resposta