Médico ginecologista é indiciado por abusar de paciente: “Que periquitinha quente”

Um médico ginecologista, de 74 anos, foi detido pela polícia suspeito de abusar de uma paciente de 22 anos, em um hospital de Belo Horizonte, em Minas Gerais.

O caso ocorreu na última quarta-feira (27) e foi registrado na Divisão Especializado em Atendimento à Mulher, ao Idoso, à pessoa com deficiência e Vítimas de Intolerância (Demid) da Polícia Civil de Minas Gerais.

Segundo depoimento da jovem, ela foi à consulta médica para para verificar o dispositivo intrauterino (DIU), já que estava sentindo muita dor, quando o médico teria tentado beijá-la, disse que ela era “crush” dele e chegou a falar “que periquitinha quente”, enquanto fazia o exame.

Segundo testemunhas, o apelido do médico no hospital era “João de Deus”, médium que foi preso por crimes sexuais, já que ele costumava ter esse comportamento também com as enfermeiras.

Em nota, o hospital informou que o médico foi afastado das atividades até a conclusão do inquérito.

O suspeito foi indiciado nesta sexta-feira (29) por importunação sexual e está na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, à disposição da Justiça.

Fonte: TopBuzz.com

Compartilhe
Fechar Menu
Não Permitido Cópia