Menina que fugiu com irmãos teria sido estuprada pelo padrasto

O Conselho Tutelar e a Polícia Civil investigam a denúncia de que a menina N.F.S., de 13 anos, que passou três dias desaparecida ao fugir de casa com dois irmãos, de 10 e 9 anos, teria sido estuprada pelo marido da mãe, além de sofrer maus-tratos.

“Foi relatado que a mãe chamava ela para dormir com o padrasto. Essa violência sexual acontecia com o consentimento da mãe. Ela [menina] disse isso”, afirmou uma que pediu para não ser identificada.

A denúncia, considerada grave, é investigada pela Polícia Civil. Os irmãos foram encaminhados para um lar de acolhimento ‘Casa de Passagem’, onde aguardam definição da Justiça sobre a guarda.

As vítimas saíram de casa, em Várzea Grande, na sexta-feira (02), com destino à casa de uma avó e não foram mais localizadas pela família, até serem encontradas na segunda-feira (05), em frente ao Supermercado Comper na Avenida Historiador Rubens de Mendonça (do CPA), onde pediam água.

Conforme relatado pelas crianças, elas dormiram no Parque das Águas e pediam dinheiro para sobreviver.

Para a Polícia Civil, a mãe dos menores, que fez o registro do boletim de ocorrência no domingo (04), disse que os filhos não têm costume de sair e ficar fora de casa por muito tempo e não teriam motivos para fugir.

Compartilhe

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Não Permitido Cópia