Compartilhe

Um menino de 15 anos morreu, baleado na cabeça pelo irmão de 12, durante uma brincadeira com uma espingarda em Pedro de Toledo, no interior de São Paulo. O acidente envolvendo a morte do estudante é investigado pela Polícia Civil.

Segundo apurado pelo g1 nesta quinta-feira (7), o caso ocorreu na casa da família. De acordo com a Polícia Militar, os irmãos brincavam com a espingarda. O mais novo, sem saber que a arma estava carregada, apontou e realizou um disparo. A bala acabou atingindo a cabeça de Gabriel Gustavo Brito.

Segundo a Prefeitura de Pedro de Toledo, uma equipe da saúde municipal solicitou a viatura UTI móvel do Pronto-Atendimento para atender o chamado e foi até a residência. Ao entrar no imóvel, a equipe viu o menino caído no chão do quarto, com ferimento de arma de fogo na cabeça, perda expressiva de sangue e presença de massa encefálica, porém, com pulso e respiração fracas.

De acordo com o informado ao g1, a mãe encontrava-se no local, aguardando a chegada da equipe. Ela teria relatado à enfermeira que não estava em casa no momento do ocorrido que e foi informada pela vizinha que o filho mais novo havia baleado o irmão mais velho.

A equipe rapidamente socorreu a vítima, realizando os procedimentos de primeiros-socorros e reanimação, e a levou ao Pronto Atendimento de Pedro de Toledo. Chegando ao pronto atendimento, devido à gravidade do ferimento, por volta de 11h15, o adolescente morreu na unidade.

O caso teve repercussão entre a população da cidade, que lamentou o ocorrido. Nas redes sociais, o prefeito do município, Eleazar Muniz (DEM), prestou condolências à família. “Luto. Muito triste a notícia do incidente desastroso ocorrido entre dois irmãos, que resultou no falecimento desse adolescente em nossa cidade. Que o amor de Deus possa confortar e abraçar seus familiares e a todos que estão sentindo sua perda. Descanse em paz”, escreveu o chefe do Executivo municipal.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) informa que o caso é investigado por meio de inquérito policial pela Delegacia de Pedro de Toledo. A equipe da unidade aguarda os laudos periciais para a elucidação dos fatos.

Fonte: G1

Compartilhe

Deixe um comentário