Mesmo com permissão do estado, Bauru e Jaú não vão reabrir escolas no dia 8 de setembro
Mesmo com permissão do estado, Bauru e Jaú não vão reabrir escolas na próxima semana
Compartilhe

Retomada de atividades opcionais e de reforço escolar está permitida a partir de terça-feira (8) para cidades há 28 dias na fase amarela.

As prefeituras de Bauru e Jaú (SP) anunciaram que não vão reabrir as escolas públicas e privadas na próxima semana.

A retomada de atividades opcionais e de reforço escolar está permitida a partir do dia 8 de setembro para as cidades que já estão há 28 dias na fase amarela do plano de flexibilização das atividades econômicas, de acordo com o governo de São Paulo.

Já os demais municípios podem abrir as escolas no dia 7 de outubro, respeitando o limite do número de alunos em sala de aula e os protocolos sanitários.

Reforço, recuperação e atividades presenciais opcionais na rede estadual — Foto: Reprodução
Reforço, recuperação e atividades presenciais opcionais na rede estadual

No entanto, apesar da permissão, Bauru e Jaú decidiram não retomar as atividades presenciais. Em Bauru, o prefeito Clodoaldo Gazzetta informou que tomou a decisão baseado em estudos técnicos que mostram o avanço da pandemia de coronavírus na cidade.

Segundo a prefeitura, a volta das aulas presenciais poderia causar explosão de casos da Covid-19 e a decisão vale tanto para as escolas públicas municipais e estaduais, quanto para as escolas particulares.

A prefeitura disse ainda que não existe uma data definida para o retorno e que isso deve ser discutido em uma reunião com outras cidades que fazem parte do Pacto Regional.

Em Jaú, a decisão foi baseada em orientações técnicas da Secretaria Municipal de Saúde, que afirma que a reabertura das escolas aumenta a circulação de pessoas e facilita a propagação do vírus.

A prefeitura ressalta que nenhuma escola, pública ou particular, tem autorização para retomar as aulas presenciais. O retorno só será autorizado quando houver uma diminuição consistente no casos registrados.

FONTE: G1

Compartilhe