Mineiro é convocado por Exército de Israel, e família espera retorno: ‘são dias difíceis’

Mineiro é convocado por Exército de Israel, e família espera retorno: ‘são dias difíceis’

Raphael Ramos, de 26 anos, serviu ao exército israelense por três anos e estava na lista de reservistas. Ele está longe de casa desde 7 de outubro, quando os ataques do Hamas começaram.

O mineiro Raphael Ramos, de 26 anos, se despediu da família carregando uma mochila, itens de sobrevivência e a promessa de conseguir voltar em paz para casa. O jovem é um dos soldados que atuam na guerra entre Israel e o grupo palestino Hamas, que teve início no dia 7 de outubro, dia da sua convocação.

O conflito entrou em seu 10º dia nesta segunda-feira (16) e já é o mais mortal em Gaza em toda a história. Ao todo, 4.070 pessoas morreram no confronto – 2.670 mil em Gaza, segundo o último balanço palestino, divulgado neste domingo (15), e 1,4 mil em Israel, segundo as autoridades locais.

A mãe de Raphael, Alice Ramos, de 62 anos, contou que tem conseguido falar com o filho ao menos uma vez ao dia.

Dupla cidadania

Tanto o jovem quanto a mãe são de Belo Horizonte. Alice vive em Israel há 30 anos, e seu filho caçula — que hoje está na missão de defender Israel — têm dupla cidadania, a brasileira e a israelense.

Raphael foi morar no país quando tinha apenas dois anos, acompanhado da mãe. Atualmente, ela mora no centro de Tel Aviv, uma região considerada mais protegida e com menos riscos de ataques e bombardeios.

O jovem serviu ao exército israelense dos 18 aos 21 anos, e estava na lista de reservistas do país.

“O Rapha é um soldado de guerra, então são os primeiros a serem convocados. Ele, com seus 26 anos, tem passado por muita coisa, e está vendo de perto o porquê de toda essa guerra”, afirmou Alice.

Na fronteira de Gaza

Em um misto de sensações e emoções que vivencia na pele, a mãe fala que o aperto no coração só passa ao ouvir a voz do filho.

O rapaz foi designado para Kfar Aza, perto da fronteira com a Faixa de Gaza.

“Hoje estou mais tranquila porque ele me ligou ontem [15/10]. Ele está bem. Mas cada dia é um dia”, afirmou a mãe.

Raphael ao lado da mãe, em Israel — Foto: Arquivo pessoal

Raphael ao lado da mãe, em Israel — Foto: Arquivo pessoal

Fonte: G1

Compartilhe

destaques da edição impressa

colunistas

Cláudio Pissolito

Don`t copy text!

Entrar

Cadastrar

Redefinir senha

Digite o seu nome de usuário ou endereço de e-mail, você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.