Moradores transformam casas alugadas em bares e igrejas para driblar fiscalização
Moradores usam casas alugadas para festas clandestinas em Franca, SP
Compartilhe

Município está na fase laranja do Plano São Paulo e o funcionamento dessas atividades não está autorizado. Donos dos imóveis e responsáveis por evento foram autuados pela Prefeitura.

A Vigilância Sanitária de Franca (SP) afirma que moradores da cidade estão alugando casas e transformando os locais em bares e igrejas para driblar a fiscalização da Prefeitura durante o isolamento social na pandemia de Covid-19.

O município está na fase laranja (etapa 2) do Plano São Paulo desde o início da semana e o funcionamento dessas atividades não está autorizado.

Segundo o chefe da Vigilância Sanitária, Felipe Granzoti, ao menos quatro locais que estavam funcionando dessa maneira já foram fechados pelos fiscais. Um auto de infração foi elaborado contra o responsável dos eventos e outro para o dono do imóvel alugado.

Em alguma das casas foram encontradas estruturas típicas de bares, como comanda e caixa para pagamentos, além de geladeiras para as bebidas e mesas montadas para acomodar os clientes. Nem todas as pessoas usavam máscara.

“Eles estão com aquela ânsia de se reunirem para tomar uma cerveja, para conversar. Como no momento está proibido, eles estão procurando alternativas”, afirma.

Em outras residências, que, segundo Granzotti, estariam sendo usadas para celebrações religiosas, os fiéis usavam máscara, mas crianças e idosos, que são parte do grupo de risco para a Covid-19, estavam no local.

“Apesar de a gente estar tendo um apoio interessante das igrejas, de todos os segmentos, ainda tem uma ou outra que tenta realizar o culto, o que no momento não é viável e não é indicado”, diz.

Segundo o Sistema de Monitoramento Inteligente do Estado de São Paulo, Franca não atinge o índice mínimo aceitável de isolamento social (55%) desde o dia 10 de maio. Na última divulgação, que ocorreu na terça-feira (25), a taxa era de 36%.

Vigilância Sanitária de Franca (SP) flagra culto sem autorização na quarentena — Foto: Divulgação / Vigilância Sanitária de Franca
Vigilância Sanitária de Franca (SP) flagra culto sem autorização na quarentena 

Pelo quarto dia seguido, a Santa Casa do município, referência no atendimento público para moradores das 22 cidades do Departamento Regional de Saúde 8, opera com 100% dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes em estado grave com a Covid-19.

De acordo com o boletim mais recente da Prefeitura, Franca tem 3.405 registros confirmados do novo coronavírus e 68 óbitos causados por complicações da doença.

FONTE: G1

Compartilhe