Mulher mais elegante do Brasil faz 80 anos: “Ativa e alerta”
Compartilhe

“Nem tinha percebido como já estava tão perto dos 80 anos. Quando vi, cheguei, aqui e agora. Conseguindo viver da forma mais ativa possível, alerta, centrada, mantendo o cuidado de não ir para o passado nem para o futuro.”

 

Esse trecho do que pode ser a melhor fórmula para se viver bem faz parte do livro ‘A Elegância do Agora’, em comemoração às oito décadas de vida de Costanza Pascolato, italiana de Siena, radicada em São Paulo desde a infância e aniversariante do dia 19 de setembro.

 

Lançada pela Editora Tordesilhas, a obra traz relatos sinceros e despretensiosos daquela que é conhecida como a mulher mais chique do Brasil. Ela não luta contra o rótulo nem parece interessada em alimentá-lo. Apenas vive intensamente o estilo de vida que construiu para si mesma.

 

A aparência frágil não condiz com sua força interior. Teve coragem para viver os amores que quis, enfrentou julgamentos sociais, superou o câncer duas vezes e, mais recentemente, encarou de frente (e com leveza) o fantasma do envelhecimento.

 

“Sim, tememos envelhecer porque a sociedade costuma ser bastante cruel com as mulheres, eternizando o mito da beleza e da juventude, como se não pudéssemos ficar mais inteligentes e adquirir mais poder com o passar do tempo”, escreve.

 

Presença obrigatória na primeira fila dos desfiles, Costanza Pascolato deu relevante contribuição para o jornalismo de moda do País. Ajudou a traduzir tendências e valorizar as criações locais.

 

Hoje, mais do que um ícone fashion, ela é um exemplo de serenidade. E, mesmo já tendo visto tantas coisas, ainda se mostra curiosa em relação ao mundo. “Uma pessoa sofisticada olha para o todo; alguém superficial é aquele que só olha a fachada”, disse certa vez Miuccia Prada, uma das estilistas preferidas de Costanza Pascolato.

 

Às vésperas de mais uma edição da São Paulo Fashion Week, a agenda da consultora de moda está cheia: almoços e jantares oferecidos por amigos e parceiros comerciais. Para ela, os 80 anos parecem ser apenas um recomeço.

Fonte: TopBuzz

Compartilhe

Deixe uma resposta