Número de acidentes nas estradas de São Paulo retoma nível pré-quarentena
Compartilhe

Em julho, 158 pessoas morreram em acidentes nas estradas paulistas, maior número registrado desde março, segundo dados da Secretaria Estadual de Logística e Transportes do estado.

Após cair pela metade em abril em comparação com 2019, primeiro mês completo sob quarentena no estado, a quantidade de acidentes de trânsito deste ano nas rodovias estaduais cresceu nos meses seguintes até atingir, em julho, a marca de 3.644, patamar próximo dos 3.686 acidentes contabilizados em março deste ano. É o que apontam dados da Secretaria Estadual de Logística e Transporte.

De acordo com o levantamento, os acidentes em julho deixaram 2.072 pessoas feridas, número que ultrapassou os números registrados em março.

Ainda segundo os dados tabulados pela Secretaria de Logística e Transportes, julho registrou 158 mortes em acidentes, a maior marca contabilizada no período analisado.

Os números da Secretaria de Logística e Transportes levam em conta todos os acidentes registrados entre março e julho ao longo dos 14,5 mil quilômetros de rodovias gerenciadas pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e dos 9,8 mil quilômetros de rodovias pedagiadas, ou seja, a malha concedida à iniciativa privada.

Para o secretário estadual de Logística e Transportes, João Octaviano Neto, o estado de São Paulo tem reforçado a fiscalização nas rodovias para que a queda dos números em relação ao ano passado seja mantida. Há uma preocupação, inclusive, para que isso não pressione os serviços de saúde, dada a grande quantidade de feridos decorrentes desses acidentes que precisam ser atendidos por hospitais públicos e privados.

Só entre junho e julho deste ano, os acidentes deixaram quase 4.000 pessoas feridas, segundo o levantamento.

De acordo com Octaviano Neto, são características dos acidentes nas rodovias paulistas um grande percentual de vítimas jovens e, em muitos casos, a ingestão de bebida alcoólica pelos condutores dos veículos momentos antes desses acidentes.

Acidentes nas estradas de SP

  • Março 2019 – 4.684
  • Março 2020 – 3.686 (Queda de 21%)
  • Abril 2019 – 4.755
  • Abril 2020 – 2.389 (Queda de 50%)
  • Maio 2019 – 4.861
  • Maio 2020 – 2.990 (Queda de 38%)
  • Junho 2019 – 4.701
  • Junho 2020 – 3.459 (Queda de 27%)
  • Julho 2019 – 4.656
  • Julho 2020 – 3.644 (Queda de 22%)

Fonte: Secretaria Estadual de Logística e Transportes de São Paulo

Pessoas feriadas em acidentes nas estradas de SP

  • Março 2019 – 2.342
  • Março 2020 – 2.007 (Queda de 14%)
  • Abril 2019 – 2.522
  • Abril 2020 – 1.453 (Queda de 42%)
  • Maio 2019 – 2.643
  • Maio 2020 – 1.675 (Queda de 37%)
  • Junho 2019 – 2.523
  • Junho 2020 – 1.873 (Queda de 26%)
  • Julho 2019 – 2.406
  • Julho 2020 – 2.072 (Queda de 14%)

Fonte: Secretaria Estadual de Logística e Transportes de São Paulo

Mortes em acidentes nas estradas de SP

  • Março 2019 – 138
  • Março 2020 – 119 (Queda de 14%)
  • Abril 2019 – 121
  • Abril 2020 – 85 (Queda de 30%)
  • Maio 2019 – 143
  • Maio 2020 – 115 (Queda de 20%)
  • Junho 2019 – 161
  • Junho 2020 – 138 (Queda de 14%)
  • Julho 2019 – 169
  • Julho 2020 – 158 (Queda de 7%)

Fonte: Secretaria Estadual de Logística e Transportes de São Paulo

FONTE: G1

Compartilhe