O caso do tio e do avô que estupravam todas as crianças da família

Homem sendo preso em camburão. Tio e avô estupravam crianças da família - Foto: Divulgação/ PCDF

Com desfecho assustador, uma investigação conduzida pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) concluiu que tio e avô estupravam todas as crianças de uma mesma família: duas meninas, de 9 e 12 anos, e um menino, de 8. A violência sexual ocorreu de forma incessante, ao longo de três meses, quando as vítimas passavam férias na casa dos pedófilos, no município de Mundo Novo, em Goiás.

Os dois criminosos foram presos preventivamente por investigadores da 26ª Delegacia de Polícia (Samambaia), após a conclusão das apurações, na segunda-feira (04/12). A coluna teve acesso exclusivo aos detalhes da investigação, que choca pela crueldade dos maníacos. Ambos terão o nome mantido em sigilo para que as crianças violentadas não sejam expostas indiretamente.

Leia também

Os estupros ocorreram em sequência entre os meses de dezembro de 2018 e fevereiro de 2019. A PCDF só tomou conhecimento do caso em abril de 2022, quando o pai das duas meninas abusadas desconfiou do crime e registrou boletim na 26ª DP.

Mudança de comportamento

O pai das crianças percebeu a mudança de comportamento de uma das filhas quando elas retornaram para a casa da família, em Samambaia. Uma das meninas se tornou extremamente introspectiva e resistia a sair do quarto.

O homem, então, decidiu acionar a psicóloga da igreja que costuma frequentar. Em conversa com as crianças, a profissional identificou que elas poderiam ter sido vítimas de abuso sexual e, imediatamente, orientou o pai a procurar uma delegacia. Durante depoimento especial prestado pelas garotas, todos os detalhes sobre o horror dos estupros vieram à tona.

As meninas contaram que costumavam ser abusadas durante a noite pelo tio e pelo avô, que se revezavam na prática criminosa. Tudo começou quando as duas, com medo de dormir sozinhas, resolveram ir para o quarto do tio. Quando estavam deitadas, o homem abaixava as roupas das vítimas e acariciava as partes íntimas delas.

Estupravam de madrugada

A garota de 12 anos narrou que o tio chegou a levá-la para um local afastado, forçou beijos na boca e logo em seguida manteve relações sexuais com ela. O criminoso, segundo as crianças, as ameaçava, afirmando que as vítimas deveriam manter segredo, pois ninguém acreditaria nelas.

Depois dos estupros, o pedófilo ainda obrigava a menina a tomar a pílula do dia seguinte e outros anticoncepcionais. Quando tentavam escapar dos abusos do tio, as garotas eram violentadas pelo avô. De acordo com o relato do pai na delegacia, a mãe das vítimas teve ciência dos estupros em 2021, contudo não tomou nenhuma providência.

O avô das meninas também abusou sexualmente de outro neto, um menino de 8 anos, que morava próximo da casa dele. Após o inquérito ser instaurado, os criminosos foram presos em Goiânia. Ambos foram trazidos para o DF, onde aguardarão julgamento atrás das grades.

Fonte: Metrópoles

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

destaques da edição impressa

colunistas

Cláudio Pissolito

QUAL O MELHOR PRESENTE PARA PALMITAL NO ANIVERSÁRIO DE 103 ANOS?

Esta votação foi encerrada (since 6 meses).

VOTE NA ENQUETE ABAIXO - ESCOLHA APENAS UMA OPÇÃO

Melhoria na Saúde
35.06%
Melhoria na Segurança
14.34%
Melhoria no Horto Florestal
13.15%
Melhoria do Povo
11.95%
Melhoria na Educação
8.76%
Melhoria nas Estradas Rurais
6.77%
Melhoria na Arborização
3.98%
Melhoria na habitação
3.98%
Melhoria na Assistência Social
1.99%

Foto do Leitor

Envie sua Imagem de fato positivo ou negativo

HORÁRIOS DE ÔNIBUS

Clique na Imagem e Acesse os Horários

TV JC

Temas

Don`t copy text!

Entrar

Cadastrar

Redefinir senha

Digite o seu nome de usuário ou endereço de e-mail, você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.