Outdoors do Bolsonaro são pichados em Ourinhos; presidente é chamado de “Fascista” e “Genocida”
Compartilhe

Desde o dia que foram instalados, na última terça-feira (21/07), os outdoors em apoio ao presidente da república, Jair Bolsonaro (sem partido), em Ourinhos, estão sendo alvo de vandalismo e pichações.

 

Na quarta-feira (22/07), um deles colocado nas proximidades do 24T, na entrada da Vila Odilon, teve tinta preta jogada no retrato do presidente e na sexta-feira (24/07), dois outdoors colocados na Avenida Luiz Saldanha Rodrigues, um na altura do Lago do Royal Park e outro em frente ao Hotel Ibis, amanheceram com as inscrições “fascista” e “genocida”, conforme é possível verificar nas imagens abaixo:

 

O Passando a Régua conversou com o presidente Sindicato Rural de Ourinhos, o empresário Eduardo Luiz Bicudo Ferraro “Brigadeiro”, que disse que vai tomar providências e buscar imagens dos locais para poder identificar aos autores das pichações. Brigadeiro destacou ainda que chamar o presidente de fascista e genocida é um grande contrassenso, principalmente por pessoas que defendem os antigos governos que foram extremamente prejudiciais ao país.  

Significado de fascista:  Regime político e filosófico que, semelhante ao imposto por Benito Mussolini, na Itália em 1922, baseia-se no despotismo, na violência, na censura para suprimir a oposição, caracterizado por um governo antidemocrático e ditatorial.

 

Genocida: Pessoa que ordena ou é a responsável pelo extermínio de muitas pessoas em pouco tempo.

Fonte: Passando a Régua

Compartilhe

Deixe uma resposta