Pandemia gera queda no número de passageiros do transporte rodoviário no centro-oeste paulista
Rodoviária de Bauru registrou queda de 76% nos embarques de março a junho desse ano
Compartilhe

Levantamento feito pela Artesp aponta queda de mais de 50% dos passageiros em todo o estado de São Paulo no primeiro semestre desse ano. Viagens reduziram cerca de 46%. Em Bauru, Emdurb registrou queda 76% no número de embarques na rodoviária de março a junho deste ano.

As principais cidades do centro-oeste paulista registraram queda no número de passageiros no transporte rodoviário durante esses meses de pandemia. Segundo um levantamento feito pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), essa queda na região é reflexo do que acontece em todo o estado.

De acordo com o levantamento da Artesp, de janeiro a junho de 2020, a queda doi de 52,47% no número de passageiros e de 46,64% nas viagens realizadas no serviço rodoviário regulado pela agência, em comparação com o mesmo período do ano passado.

Ainda segundo a Artesp, de março a junho houve uma redução significativa devido ao isolamento social. O número de passageiros nesses meses sofreu decréscimo de 78,83%.

A queda mais relevante foi em junho, quando foram transportados 100.070 passageiros frente a 3.348.634 passageiros no mesmo período de 2019. A redução foi de aproximadamente 97,1%.

 

Centro-oeste paulista

Bauru e outras cidades da região registraram queda no número de passageiros em viagens rodoviárias, segundo dados da Artesp — Foto: TV TEM/Reprodução

Bauru e outras cidades da região registraram queda no número de passageiros em viagens rodoviárias, segundo dados da Artesp

A maior queda no município de Bauru aconteceu nos meses de abril, maio e junho. No mês de abril deste ano foram transportados 20.660 passageiros. Em 2019, no mesmo período, o número registrado foi de 197.745 passageiros.

O mês de maio também mantém o mesmo cenário de queda, sendo que neste ano foram transportados 21.925 passageiros e, em 2019, no mesmo período, o número chegou a 197.352 passageiros.

Em junho deste ano foram transportados 22.697 passageiros. No ano passado, no mesmo período, o número chegou a 191.258 passageiros. No acumulado a queda foi de cerca de 12% nos três meses, sendo que cada mês teve em média 11% de redução no número de passageiros.

Já um levantamento feito pela Emdurb, que administra a rodoviária de Bauru, aponta que o número de embarques caiu 76% de março a junho deste ano. 

Pandemia afeta frequência de passageiros em viagens intermunicipais

Pandemia afeta frequência de passageiros em viagens intermunicipais

Já em Botucatu, no mês de abril deste ano foram transportados 12.415 passageiros. Em 2019, no mesmo período, o número registrado foi de 89.737 passageiros. O mês de maio também mantém o mesmo cenário de queda, sendo que neste ano foram transportados 12.507 passageiros e, em 2019, no mesmo período, o número chegou a 93.885 passageiros.

Em junho deste ano foram transportados 16.517 passageiros. No ano passado, no mesmo período, o número chegou a 84.174 passageiros. Em Botucatu, a queda total nos três meses foi de 15%.

Em Marília também houve queda no mesmo período, nos três meses a redução total no número de passageiros foi de 16%. No mês de abril deste ano foram transportados 9.738 passageiros. Em 2019, no mesmo período, o número registrado foi de 78.369 passageiros.

O mês de maio também mantém o mesmo cenário de queda, sendo que neste ano foram transportados 11.975 passageiros e, em 2019, no mesmo período, o número chegou a 76.258 passageiros.

Em junho deste ano foram transportados 15.583 passageiros. No ano passado, no mesmo período, o número chegou a 74.726 passageiros.

Em Ourinhos, no mês de abril deste ano foram transportados 3.544 passageiros. Em 2019, no mesmo período, o número registrado foi de 36.753 passageiros. O mês de maio também mantém o mesmo cenário de queda, sendo que neste ano foram transportados 4.718 passageiros e, em 2019, no mesmo período, o número chegou a 33.345 passageiros.

Em junho deste ano foram transportados 5.928 passageiros. No ano passado, no mesmo período, o número chegou a 33.196 passageiros. No total, a queda no número de passageiros na cidade nos três meses foi de 13%.

Cuidados durante a pandemia

A Artesp mantém a rotina de fiscalizações para orientar empresas e passageiros na correta higienização dos veículos, obrigatoriedade do uso das máscaras por parte dos funcionários e dos passageiros e recomendação do uso do álcool em gel.

Além desses cuidados, é recomendado aos usuários manter a comunicação estritamente necessária durante a viagem, como forma de minimização da exposição e transmissão por meio de aerossóis e gotículas expelidas ao falar.

Em relação aos assentos, as empresas que operam linhas rodoviárias podem vender bilhetes de passagem conforme a capacidade de poltronas disponíveis. Elas devem manter sua frota em funcionamento em até um terço dos horários efetivos estabelecidos em tabela de linha aprovada pela Artesp e, dependendo da demanda, podem ampliar ou diminuir a porcentagem da frota mediante autorização expressa da agência.

FONTE: G1

Compartilhe