PM evita feminicídio de deficiente e prende marido agressivo
Compartilhe

A Polícia Militar do Paraná consegui evitar um femicídio e prender um homem que agredia a mulher, que é deficiente. O solicitante ligou no 190 às 17h45m de segunda-feira (15/07), relatando que um indivíduo estava alterado e agressivo com a esposa e tinha um revólver em casa, na rua Dom Tadey, centro de Jundiaí do Sul (PR). A situação era tensa com perigo real para a mulher.

 

No local, a equipe entrou em contato com o denunciado e sua mulher. Ao ser questionada, a senhora passou a declarar que seu marido havia bebido e a ofendia com xingamentos , assim como o filho do casal.

 

Durante a conversa, a vítima, bem nervosa, apontou um dos quartos e disse que ele tinha uma arma. No cômodo foi observado que havia um guarda-roupa com uma corrente envolta. Indagado, o indivíduo disse não ter nada, mas na revista no móvel havia uma mala pequena de viagem, a qual estava com cadeado.

 

O homem, ainda emocionalmente descontrolado, confessou possuir um revólver no interior da mala, um revólver Taurus calibre .32 (foto), desmuniciado, acondicionado dentro de um coldre. Consultando no registro consta como proprietário uma terceira pessoa e o indivíduo disse que não possuía nenhum documento do revólver.

 

Recebeu voz de prisão, e a arma de fogo apreendida, sendo encaminhada, juntamente com os envolvidos à delegacia de Polícia Civil de Ribeirão do Pinhal. Se a PM não tivesse chegado na residência e evitado mais agressões, é possível que o crime poderia redundar em novo feminicídio no Norte Pioneiro.

Fonte: NP Diário

Compartilhe

Deixe uma resposta