Trio foi abordado no conjunto Albino Rainho com porções de maconha, cocaína e crack, além de dinheiro

 

Polícia jc

 

A Polícia Militar prendeu um desempregado de 19 anos e apreendeu dois adolescentes, entre 15 e 16 anos, pelo crime de tráfico de drogas. O flagrante, ocorrido no início da tarde de terça-feira no conjunto habitacional Albino Rainho, foi aconteceu depois de denúncias feitas aos policiais e resultou na apreensão de porções de maconha, cocaína e crack, além de dinheiro obtido com a atividade ilegal. Todos foram apresentados na Delegacia da Polícia Civil, autuados e encaminhados para a Cadeia Pública de Lutécia, onde ficaram à disposição da Justiça da Comarca.

De acordo com informações policiais, o flagrante foi feito por volta do meio-dia na Rua Luís Basso Sobrinho, no conjunto Albino Rainho. Policiais militares receberam informações sobre trafico no bairro, onde três pessoas estariam agindo em conjunto para a venda de drogas. A denúncia apontava que os responsáveis escondiam os entorpecentes num pasto próximo e se posicionavam em locais estratégicos para a atividade ilegal.

Os PMs ficaram à distância e conseguiam observar a atividade de tráfico praticada pelo trio, cujos integrantes se revezavam para buscar os entorpecentes no pasto. Os policiais também constataram que o desempregado fazia a venda e repassava o dinheiro recebido dos “clientes” para os menores. Depois de constatar o crime, os policiais abordaram os integrantes do grupo.

Com o menor de 16 anos, os policiais militares encontraram R$ 135,00 em dinheiro e, com o de rapaz de 15 anos, R$ 56,00, além de uma porção de maconha, mas com o desempregado nada foi encontrado. Os policiais também foram ao pasto próximo, onde avistaram os acusados entrando, e localizaram em meio ao capim um frasco plástico contendo vinte e quatro pinos com cocaína, onze porções de maconha e uma pedra de crack, todos prontos para venda.

Diante da constatação do crime, os acusados foram apresentados na Delegacia de Polícia Civil, onde foram autuados em flagrante. Durante os registros policiais, foram apreendidos 18 gramas de cocaína e 22 gramas de maconha e da pedra de crack, que pesou 0,2 grama. Em declarações ao delegado de plantão, um dos menores e o desempregado negaram a prática do crime, enquanto o outro adolescente permaneceu em silêncio. Todos foram encaminhados para a Cadeia de Lutécia.

 

Menor é apreendido com cocaína e dinheiro

 

Adolescente foi flagrado durante ação da PM no conjunto Albino Rainho; ele foi levado para a Cadeia Pública de Lutécia

 

Um adolescente de 17 anos foi apreendido pela Polícia Militar na noite de domingo passado pela prática de tráfico de drogas no conjunto habitacional Albino Rainho, em Palmital. O rapaz, já conhecido nos meios policiais devido a atos infracionais, estava comercializando porções de cocaína e portava dinheiro obtido com a atividade ilegal. O menor foi apresentado na Delegacia da Polícia Civil, onde foi autuado em flagrante e encaminhado para a prisão, onde ficou à disposição da Justiça da Comarca.

De acordo com registros policiais, o flagrante ocorreu por volta das 21h30, quando PMs faziam patrulhamento pelo bairro para averiguar denúncias de tráfico de drogas. Os policiais se depararam com o rapaz, que estava em uma bicicleta e tentou fugir quando avistou a viatura. Ele foi acompanhado e abordado na Rua José Marcondes, quando tentou jogar um frasco plástico dentro de uma residência e, ao ser impedido, tentou escondê-lo sob as roupas.

O rapaz ainda tentou fugir dos policiais, mas foi contido e algemado. Dentro do recipiente, foram encontrados dezoito pinos de cocaína, totalizando 15,99 gramas, e R$ 200,00 em dinheiro, comprovando a denúncia de tráfico. O menor também teria confessado que estava vendendo a droga e que o dinheiro foi obtido com a atividade ilegal. Ele teria informado ainda que comprou a droga de um desconhecido, em Assis, e que estava vendendo a R$ 10,00 a porção.

O adolescente foi apresentado na Delegacia da Polícia Civil e interrogado pelo delegado Marcelo Armstrong Nunes. Porém, exerceu o direito de permanecer em silêncio e que só se manifestaria em juízo.

Devido à gravidade do crime, depois do registro do flagrante o menor foi levado à Cadeia de Lutécia. Policiais que atenderam a ocorrência informaram ainda que o rapaz estava cumprindo medida socioeducativa imposta pela Justiça a menos de um mês, quando ele também havia sido apreendido por tráfico. 

Leia também no JC Online

Compartilhe

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Não Permitido Cópia