Polícia Ambiental autua proprietário de sítio em Ibirarema por represar córrego
Compartilhe

Um produtor rural de Ibirarema foi autuado no sábado por crime ambiental ao fazer intervenção que dificulta a regeneração de em área de preservação permanente. A infração foi constatada em uma propriedade rural as margens do córrego do Formoso. O caso também será encaminhado para apuração da Polícia Civil, visando providências em esfera judicial.

 

Conforme informações da ocorrência, uma equipe fazia patrulhamento pela zona rural de Ibirarema e esteve no sítio para constatar denúncia de crime ambiental. No local, houve a constatação de que o proprietário fez o aterro em área de 0,160 hectares do córrego do Formoso para represar o curso d’água.

 

O serviço de terraplanagem, que casou impacto na área de proteção permanente, foi realizado sem autorização do órgão ambiental competente, incorrendo no disposto do ART 49 da Resolução SMA 048/14. Diante da situação foi elaborado o devido Auto de Infração Ambiental, com a aplicação de uma advertência em âmbito administrativo.

 

Compartilhe

Deixe uma resposta