Polícia Civil identifica suspeito de perseguir e matar a tiros pedreiro
Compartilhe

Crime aconteceu no fim de setembro deste ano e homem apontado como autor dos disparos é sobrinho de pessoa assassinada pela vítima. Suspeito está foragido.

A Polícia Civil de Marília (SP) anunciou nesta sexta-feira (11) que identificou o suspeito de ter matado a tiros um servente de pedreiro no último dia 26 de setembro na zona norte da cidade.

Na ocasião, o servente de pedreiro Franco Nero de Moraes foi baleado pelo menos três vezes após ser perseguido por um grupo de suspeitos até a garagem de sua casa. Ele foi socorrido por equipes do Corpo de Bombeiros e do Samu, mas os socorristas informaram que a vítima morreu no local do crime.

Segundo o delegado Luís Marcelo Sampaio, titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Marília, desde o início dos trabalhos as suspeitas apontavam para parentes e amigos de Adilson Caetano, morto a facadas por Franco Nero e seu irmão em dezembro do ano passado.

Segundo a polícia, uma testemunha que presenciou o crime apontou um sobrinho de Adilson Caetano como autor dos disparos que mataram Franco Nero.

Ainda de acordo com a polícia, o suspeito já vinha sendo procurado desde a data do crime e sua casa foi alvo de mandados de busca e apreensão. O suspeito segue foragido e com mandado de prisão expedido.

FONTE: G1

Compartilhe