Policia Civil prende autores de roubos realizados em Palmital

Trabalho de investigação resultou no esclarecimento da autoria de dois assaltos ocorridos no mês de fevereiro; ladrões responderão pelos crimes na Justiça

 

polícia jonrla da copmarca

 

Após a operação deflagrada na semana passada, quando houve a prisão no Paraná do chefe da quadrilha que realizou assalto a farmácia no centro de Palmital, a Polícia Civil conseguiu identificar e prender todos os participantes do crime. Paralelamente, a equipe da Delegacia de Palmital, comandada pelo delegado Giovani Bertinatti, investigou e conseguiu prender o autor de outro roubo ocorrido no bairro Paraná, quando um adolescente teve a carteira e o celular subtraídos mediante ameaça à faca.

De acordo com informações policiais, um pintor de 34 anos, era o idealizador do roubo a uma farmácia no centro de Palmital no dia 2 de fevereiro, quando foram levados cerca de R$ 3 mil em dinheiro. Ele foi preso na semana passada em Rolândia (PR). Posteriormente, a investigação conseguiu identificar os outros dois participantes do crime. Um deles, um lavrador de 39 anos, foi preso em Palmital na quarta-feira. Outro, um desempregado de 23 anos, teve o mandado de prisão cumprido na cidade de Colorado (PR).

A Polícia Civil apurou que o lavrador teria usado seu veículo para levar o pintor e o desempregado, que desceram encapuzados e armados com faca e revólver para praticar o assalto à farmácia. “Com trabalho de inteligência e provas obtidas nas ações policiais, conseguimos identificar cada um dos envolvidos e sua atuação no assalto. Após o acolhimento dos pedidos de prisão temporária pelo Judiciário, conseguimos prendê-los”, explicou Bertinatti, que relatou o caos ao Judiciário com o pedido de prisão preventiva para os acusados, para que os ladrões fiquem presos durante o transcorrer do processo na Justiça.

Outra investigação da Delegacia de Palmital resultou na identificação e levou à prisão de um homem que agiu na avenida Serafin Gonçales, no bairro Paraná, e utilizou uma faca para ameaçar um adolescente, que teve o Iphone X e a carteira subtraídos. O telefone foi rastreado e localizado abandonado na região do Afonso Negrão. Com o esclarecimento da autoria, o acusado teve a prisão temporária decretada pela Justiça, que atendeu pedido do delegado responsável pelo caso. O acusado foi preso com apoio da Polícia Militar em Palmital, tendo também o pedido de prisão preventiva apresentado por Bertinatti.

Compartilhe

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Não Permitido Cópia