Polícia encontra carta no bolso de homem atropelado por caminhão em Palmital
Compartilhe

O ex-funcionário municipal Fernando César Leal, de 36 anos, morreu na noite de domingo (15/09) depois de ser atropelado por um caminhão nas proximidades da praça de pedágio de Palmital, no quilômetro 413 da Raposo Tavares. Ele teria entrado subitamente na frente do veículo e chegou a ser socorrido ao Hospital Regional, mas não resistiu. A Polícia Civil informou que havia uma carta em seu bolso, cujo conteúdo não foi revelado.

 

O acidente ocorreu pouco antes das 21 horas na pista de sentido capital-interior da Raposo Tavares. O motorista do caminhão guincho, que tem 53 anos e reside em Manduri, fazia atendimento a uma seguradora e disse que, quando se aproximava do pedágio, reduziu a velocidade e foi surpreendido por Fernando, que entrou subitamente na estrada.

 

O motorista disse que não conseguiu frear para evitar a batida, que foi forte e derrubou a vítima, que residia no bairro Afonso Negrão, em Palmital. Ele destacou ainda, conforme registros de ocorrências, que fez manobra para evitar que as rodas passassem sobre Fernando. O condutor informou que parou para prestar socorro e contou com auxílio da equipe da Cart que estava próxima para acionar o resgate da concessionária.

 

A vítima foi socorrida ainda com vida e levada para o Hospital Regional, onde foi a óbito. O corpo de Fernando foi levado para o IML de Assis para necropsia. A Polícia Civil solicitou a realização de perícia no caminhão e no local do acidente. A equipe da Delegacia de Palmital, que recebeu a carta encontrada com o homem, deverá apurar o conteúdo para definir as circunstâncias de morte. Fernando Cesar Leal era solteiro e deixou duas filhas. Ele está sendo velado na Funerária Santa Terezinha e será sepultado às 17 horas desta segunda-feira (16/09).

Texto atualizado às 11:00 de 17/09

Compartilhe

Deixe uma resposta