Prefeito seguirá Bolsonaro e decretará reabertura de barbearias e academias em Assis
Compartilhe

O prefeito de Assis, José Aparecido Fernandes, do PDT, decidiu seguir o decreto do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), e pretende publicar no Diário Oficial do Município, na edição desta quinta-feira, dia 14 de maio, um decreto permitindo a reabertura das academias e barbearias da cidade.

 

O JSOL –Jornal da Segunda On Line– teve acesso a uma mensagem através de áudio onde Aparecido Fernandes conversa com algum responsável por academia e anuncia: “Eu pedi ao (Departamento) Jurídico, estudamos agora à tarde, estou saindo de uma reunião no gabinete e consultamos o Ministério Público. Tendo em vista a manifestação do presidente Bolsonaro, incluindo, como atividade essencial, salão de cabeleireiro e academias, amanhã (quinta-feira) estaremos publicando um decreto municipal autorizando o funcionamento dessas duas atividades consideradas essenciais com base no decreto do presidente da República”, garantiu o prefeito.

 

Em seguida, Aparecido Fernandes pediu ao interlocutor que retransmitisse a notícia aos demais proprietários de academias na cidade, mas alertou: “Nós vamos fazer o decreto e vamos esperar pra ver. Com esse decreto (municipal) dá legitimidade, por que sua atividade (academia), passa a ser considerada essencial, como é o supermercado, o açougue e a padaria pelo decreto do presidente”.

 

O prefeito explica na mensagem que “houve um imbróglio político entre o decreto do presidente e o decreto do governador (João Dória Júnior) e nós vamos usar essa lacuna, essa interpretação dúbia dos dois decretos e vamos fazer o decreto municipal”, repetiu.

 

Na sequência, Fernandes acrescentou: “Eu conheço de perto a realidade de vocês e acho que eu tenho que ajudar mesmo. Acho que vou correr o risco de sofrer uma ação de improbidade, ou qualquer coisa nesse sentido, mas, baseado num decreto federal, que o presidente publicou ontem, então dá para a gente fazer. E eu vou fazer”, voltou a garantir.

 

Por fim, o prefeito lembrou que “tem todas as limitações de uso da academia com relação ao espaço e higienização” e concluiu, pedindo uma ajuda em caso de vir a ser interpelado judicialmente: “se a coisa der zebra amanhã ou depois, você precisam me ajudar a me defender perante a Justiça”, apelou.

 

Na mesma mensagem, o Aparecido Fernandes convidou um grupo de representantes de academias a comparecer numa reunião no gabinete do Paço Municipal no final da manhã desta quinta-feira para discutir e acertar os últimos detalhes do decreto que pretende publicar.

 

Com essa decisão, o prefeito atende a uma solicitação feita pelos proprietários de academias, que gravaram um vídeo pedindo apoio para voltarem a funcionar.

Fonte: Jornal da Segunda

Compartilhe

Deixe uma resposta