Primeiro a nave, depois a casa: Land Rover em barraco viraliza nas redes
Compartilhe

A foto de um Range Rover Evoque branco estacionado na “garagem” de um barraco no meio do mato viralizou nas redes sociais. Acompanhada da frase “Primeiro a nave, depois a casa”, a postagem no Facebook acumulava mais de 60 mil compartilhamentos ontem à noite.

Não sabemos se a imagem é real, tampouco as circunstâncias nas quais ela teria sido tirada. No entanto, isso não impediu a enxurrada de comentários na publicação – que já passaram de 6,7 mil.

Os internautas entraram na brincadeira proposta pela legenda, a qual sugere, obviamente, que o dono do Evoque priorizou a compra do SUV de luxo em vez de investir em uma residência mais confortável.

“Cada um sonha diferente, uns com casa e outros com carro. A prioridade de um pode não ser a mesma do outro”, comentou uma pessoa.

“Um motorhome já resolveria a maioria dos comentários”, disse outra.

“A cada ano que passa, a ‘nave’ perde valor, enquanto o preço casa sobe ou se mantém”, foi outro comentário.

“O carro só não pode quebrar porque o dinheiro da venda da casa não paga o conserto”, disse um quarto internauta.

Primeiro a nave , depois a casa🤣🤣🤦‍♂️

Geplaatst door Arrastados.com op Donderdag 27 augustus 2020

A foto não permite identificar exatamente o ano e a versão do Evoque, mas dá para concluir que se trata de um exemplar dos primeiros anos de fabricação, de modelo 2012 a 2015.

Segundo a tabela Fipe, um Evoque Dynamic Tech 2015, que traz sob o capô motor 2.0 turbo a gasolina de 240 cv de potência e 34,7 kgfm de torque, custa cerca de R$ 150 mil.

Nessa configuração, o utilitário esportivo da Land Rover acelera de zero a 100 km/h em 7,6 segundos e atinge velocidade máxima de 217 km/h.

O Evoque anda bem no asfalto e, equipado com tração integral sob demanda, também faz bonito em estradas de terra – aparentemente, o acesso à casinha cercada pela mata é por vias não pavimentadas.

O Range Rover Evoque estreou a segunda geração no Brasil há um ano, trazendo uma evolução do design original, motores mais potentes e um sistema híbrido leve que promete até 6% de economia de combustível. Os preços passam de R$ 300 mil.

Enquanto o comprimento do SUV foi mantido em 4,37 m, a distância entre-eixos cresceu 2 cm e a capacidade do porta-malas foi ampliada em 16 litros, totalizando 591 litros.

Fonte: Uol

Compartilhe

Deixe uma resposta