Compartilhe

Acusado alegou na delegacia de Tupã que não aceitava o fim do relacionamento. Vítima, de 21 anos, morreu com um tiro no peito.

 

jornal da comarca região
Thaylla tinha 21 anos e foi morta com um tiro no peito

 

Em operação realizada nesta manhã, as polícias Civil e Militar conseguiram identificar e prender um rapaz de 25 anos que é acusado de matar a ex-namorada com um tiro no peito, no final desta madrugada, em Tupã. Na Delegacia, ele alegou que matou porque não aceitava o fim do relacionamento.

jornal da comarca
Alessandro não aceitava o fim do relacionamento

Após ser preso, o autor do disparo revelou aos policiais onde havia escondido a arma, ou seja, em um terreno baldio perto da casa dele. Alessandro Silva, de 25 anos, e a vítima, Thaylla Alana Alves de Souza, tiveram relacionamento durante seis meses, mas há sete estavam separados. 

O CRIME 

Segundo informações dos familiares a jovem, de 21 anos, estaria saindo de casa para ir  para o trabalho, em um frigorífico da cidade, quando foi baleada.

Um dos irmãos da vítima disse ter ouvido dois disparos e quando saiu do interior da residência se deparou com a irmã caída, e não havia mais ninguém no local.

Rapidamente os pais colocaram a jovem no carro da família e a levaram para UPA, mas ela já chegou sem vida na unidade hospitalar. Taylla deixou um filho de 3 anos de idade. 

Alessandro Silva foi preso em flagrante por feminicídio e foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória “Tácio Aparecido Santana”, de Caiuá.  

 

Fonte: Visão Notícias

Compartilhe

Deixe uma resposta