• Post category:Rapidinhas
Compartilhe

ÊXODO DOS ROJÕES

Projeto de Lei conjunto da vereadora Christina Amaro, com os vereadores Rodolfo, Dr. Eduardo, André Eletricista, Kelly da Assembléia e Ana Elisa, cuja soma já dá maioria, pretende proibir rojões em Palmital. O detalhe é o limite do estampido, estabelecido em 65 decibéis, algo difícil de medir, pois de perto pode ultrapassar, mas de longe não atinge. Parece que não haverá mais ruído de rojões em Palmital e quem quiser ouvir terá de ir a Ibirarema.

BRECHA CAVALAR

O projeto proíbe fogos de artifício com ruído em recintos fechados ou abertos e áreas públicas e privadas. Pela abrangência, não teremos mais os rojões de Nossa Senhora e muito menos os do Palmeiras, mesmo que ganhe o mundial. Os da Festa do Peão, em abril, estão garantidos, pois um providencial parágrafo permite o uso dos artefatos comprados até três meses antes da validade da lei. A comissão que antecipe a aquisição, mas com nota fiscal.

PROTEÇÃO HUMANA

A justificativa da proibição de rojões é a proteção de animais com audição aguda, como os cachorros, mas também os doentes, os idosos e as pessoas sensíveis a ruídos. Como os animais ficarão protegidos, falta também proteger os humanos que sofrem as consequencias da criação exagerada de cães e gatos, coibindo os criatórios residenciais que fazem sinfonias de latidos dia e noite. Difícil será definir o limite de decibéis para cada raça de cachorro.  

 ÊXODO DE ENERGIA

A mãe do cantor Alexandre Pires, Maria Abadia Pires, foi presa na cidade em Uberlândia, onde mora, acusada de furto de energia elétrica. Depois de acionar a concessionária Cemig, devido à falta de energia na casa, os técnicos constataram que havia um “gato”, que na prática é uma ligação clandestina. A Polícia foi acionada, ela foi detida, pagou fiança e responde ao processo em liberdade. Em Palmital, gato elétrico até decide eleição.

 ÊXODO CARNAVALESCO

A redução de foliões carnavalescos nos últimos anos, quando muitos jovens passaram a preferir viagens, passeios ou encontros religiosos, deve diminuir o movimento da festa programada para o pátio da Fepasa. Outra concorrência deverá ser o carnaval de Ibirarema, que está em crescimento e com muita divulgação. Como já acontecia nos tempos do São Paulo Clube, são poucos os que festejam o carnaval, mas são muitos os que ficam em casa ou viajam.

 ÊXODO DE SANTOS REIS

A polêmica sobre a Festa de Santos Reis 2020, transferida para Campos Novos Paulista, continua. Até reunião entre prefeitos das duas cidades e vereadores aconteceu na segunda-feira à noite, com a participação de membros da comissão de festas e tradições, que organiza o evento. Depois de muitas conversas, ponderações e alguns atritos, tudo ficou como dantes no quartel de Abrantes. A festa será realizada mesmo na propriedade do prefeito Bijuca, em Campos Novos.

 TEMPERATURA MÁXIMA

No calor das discussões sobre o tema, que mobilizou a cúpula da política municipal e intermunicipal, houve algumas alfinetadas entre o prefeito Ronqui e o vereador Rodolfo. O prefeito alegou que a festa deveria ser mantida no município no ano do centenário e que a cidade pode não conseguir o título de capital nacional, enquanto o vereador retrucou que, para ficar com a festa deveria ter aparecido o interessado, que poderia ser o próprio prefeito.

MULTA DE SANTOS REIS

A reunião foi causada, provavelmente, pelo Projeto de Lei apresentado na Câmara pelo vereador Homerinho, do PT, que pretende obrigar que todas as festas previstas no Calendário Folclórico e Turístico do Município devam ser realizadas em território municipal. Se houver desobediência, aplica-se multa equivalente a mais de R$ 26 mil aos organizadores, que no caso da Festa de Reis, seria a Associação que organiza. E parece que iriam votar esse projeto.

Compartilhe

Deixe uma resposta