• Post category:Rapidinhas
Compartilhe

SEM EMPRÉSTIMO

O projeto de lei do prefeito Ronqui para aprovação de empréstimo de R$ 10 milhões à Prefeitura junto à Caixa foi rejeitado pela Câmara por 6×5. Com a casa cheia de torcida contrária e favorável, vereadores se manifestaram sobre o tema e produziram algumas pérolas do folclore político municipal. Como o público estava presente de encomenda, bastou terminar a votação do projeto para haver uma debandada. Outros projetos não interessam.

 

INTERESSE RESTRITO

A grande maioria das sessões da Câmara Municipal tem público reduzido, cerca de meia dúzia dos mesmos, pois a população não demonstra interesse pelos temas do cotidiano da administração e do legislativo. Casa cheia mesmo só quando se trata de assuntos de interesse de grupos, de funcionários ou os polêmicos, quando torcedores espontâneos ou convocados comparecem em massa. O interesse é restrito a causas pontuais.  

 

CÂMARAS CARAS

O TCE – Tribunal de Contas do Estado de São Paulo – apontou a Câmara Municipal de Borá, a menor cidade do Estado e segunda menor do Brasil, como a mais cara de São Paulo. O custo chega a mais de R$ 800,00 por morador da população que não chega a 900 habitantes. Quanto menor a cidade, maior é o custo político por contribuinte. Se começarem a fazer essas contas, várias Câmaras terão problemas.

 

CÁLCULO CORRETO

Para avaliar corretamente as despesas das Câmaras basta uma conta muito simples para calcular o porcentual de uso do duodécimo repassado pelas prefeituras aos legislativos. Como o teto de transferência é de até 7% da receita tributária, basta verificar quanto cada Câmara gasta deste valor, que normalmente varia entre 40% a 90% do recebido. Quanto maior a porcentagem, mais perdulário é o legislativo e menor é a devolução.   

 

LADRÃO DE RELÓGIO

Os relógios sempre foram objetos de desejo de ladrões, principalmente os de marcas famosas, de alto valor. Em Palmital, não se verifica com frequência o roubo ou furto de relógios de pulso ou de parede, pois os mais visados são os relógios medidores de água. Com certa recorrência, residências e estabelecimentos comerciais têm seus relógios furtados e são obrigados a adquirir novos. Cada ladrão rouba o relógio de seu interesse.

 

LADRÃO ELÉTRICO E AQUÁTICO

Com a onda de furtos que assola todas as cidades e a obrigatoriedade de deixar relógios de água e luz expostos para facilitar a verificação, logo haverá uma indústria do furto. Ladrões eletricistas e especialistas em relógios de água terão os equipamentos à disposição, com bastante facilidade para roubar, mesmo com risco de choque elétrico ou de esguicho de água fria em pleno inverno. Tudo por um pedaço de cobre.

 

ESTADO DE GREVE

Médicos do Pronto Socorro Municipal de Palmital, que funciona na Santa Casa, estariam fazendo uma espécie de “greve branca” ao atender apenas os casos considerados graves, classificados com a etiqueta vermelha. Tudo por causa de 20 dias de atraso no pagamento, o que não justifica medidas drásticas. Afinal, todos sabem que a omissão de socorro médico é considerada como crime e o faltoso deve responder na Justiça.

 

JORNAL OCULTO

As reportagens importantes e graves publicadas em jornais são sempre combatidas, desqualificadas e desmentidas pelos envolvidos, que usam até a Justiça como arma. No caso do JC, as melhores notícias são aquelas ainda não publicadas, pois quando a população souber de tudo o que se passa nos bastidores da política e da sociedade, poderá haver muita revolta e decepção. Mas só quando o jornal oculto se tornar público.

Compartilhe