Ronqui anuncia R$ 500 mil para recape em Palmital
Compartilhe

Recursos serão liberados pelo governo do Estado e fazem pacote de investimentos autorizado pelo governador João Doria durante evento em São Paulo

 

O prefeito José Roberto Ronqui anunciou que Palmital terá R$ 500 mil para recapeamento urbano. Os recursos foram confirmados na quarta-feira da semana passada, em São Paulo, quando o chefe do Executivo palmitalense esteve no 1º Seminário de Gestão Pública, realizado no Palácio dos Bandeirantes. A programação reuniu mais de 500 prefeitos, além de gestores públicos, para palestras voltadas à governança e resultados, projetos e metas, gestão descentralizada e digitalização de processos. Durante o evento, o governador João Doria autorizou R$ 230 milhões para convênios de infraestrutura, que vão atender 567 municípios.

Segundo Ronqui, o evento também teve a presença do vice-governador Rodrigo Garcia, secretários de Estado e deputados estaduais e federais. “O objetivo do Seminário Paulista de Gestão é oferecer aos administradores municipais paulistas uma oportunidade para aprimorar sua experiência por meio da interlocução com agentes de outras esferas do poder público, potencializando resultados que beneficiem cada vez mais a nossa querida Palmital”, afirmou Ronqui.

O prefeito destacou que Doria encerrou o evento autorizando a liberação de recursos que atendem a municípios com até 100 mil habitantes. “Palmital será contemplado com recursos no valor de R$ 500 mil que serão destinados a recapeamento asfáltico”, afirmou. Ronqui disse que já determinou ao setor de engenharia da Prefeitura para a elaboração do projeto a ser encaminhado para o governo, visando a liberação dos recursos para a execução das obras.

PROGRAMA – Segundo os critérios da Secretaria de Desenvolvimento Regional, cidades com até 20 mil habitantes poderão pleitear repasses de até R$ 300 mil. O valor sobe para R$ 500 mil para municípios com até 50 mil habitantes e atinge o máximo de R$ 700 mil para as cidades até 100 mil. Além das obras de pavimentação e recape, o programa também deverá possibilitar construção ou reforma de escolas e praças. A previsão é que os repasses comecem a ser feitos no segundo semestre.

Os pedidos apresentados pelas prefeituras serão avaliados pelo corpo técnico e financeiro do governo. A partir da aprovação, o dinheiro será liberado mediante contratação dos serviços e medição de cada etapa das obras. Em contrapartida, as prefeituras deverão atender metas de gestão pública estabelecidas pelo Palácio dos Bandeirantes, incluindo o aumento no número de matrículas em creches, pré-escolas e ensino fundamental, a redução da taxa de mortalidade infantil e a queda no número de mortes por homicídios e em acidentes de trânsito.

 

Prefeito reivindica Poupatempo e se reúne com deputados estaduais

O prefeito José Roberto Ronqui cumpriu agenda em São Paulo durante a terça e quarta-feira da semana passada. Uma ação importante foi uma audiência no Departamento Estadual de Trânsito (Detran.SP), onde esteve com a vice-presidente Neiva Aparecida Doretto. Durante o encontro, o chefe do Executivo solicitou a instalação de uma unidade do Poupatempo em Palmital. O órgão deverá mandar técnicos para vistoria às instalações oferecidas pelo município.

Ronqui também esteve na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) para visitar gabinetes e se encontrar com parlamentares. Durante a passagem pelo Legislativo paulista, o prefeito esteve com os deputados estaduais Mauro Bragato, Ricardo Madalena, Ênio Tatto e Ed Thomas. Nos encontros, ele falou das necessidades de Palmital e reiterou pedidos para a viabilização de recursos que possibilitem investimentos para incrementar o atendimento à população palmitalense.

Compartilhe

Deixe uma resposta