Santa Casa de Ourinhos atinge 100% de ocupação em leitos de UTI para Covid-19 e de enfermaria
Santa Casa de Ourinhos possui 133 leitos,, sendo 25 deles de UTI: todos ocupados nesta sexta-feira (4) — Foto: Adolfo Lima/TV TEM
Compartilhe

Hospital que atende também a 12 municípios da região tem nesta sexta-feira (4) todos os seus 133 leitos ocupados. Cidade retorna para fase amarela do Plano SP, mais flexível

A Santa Casa de Ourinhos (SP) informou nesta sexta-feira (4) que atingiu a lotação máxima de todos os leitos que possui na unidade, tanto os de UTI dedicados a atendimento de pacientes com Covid-19, como os de UTI geral e também os de enfermaria.

A situação causa preocupação nos moradores da cidade e de outros 12 municípios atendidos pela unidade de saúde.

Se nesta situação de 100% de ocupação algum morador da região ficar doente ou sofrer um acidente, por exemplo, precisará obter uma vaga de internação via CROSS, a central de regulação de leitos do estado, em algum hospital de outra cidade.

A Santa Casa possui atualmente 133 leitos, sendo que 25 deles são de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Desses leitos de UTI, 10 são exclusivos para tratamento de pacientes com a Covid-19 e outros 15 para as demais situações.

Os 108 leitos restantes são de enfermaria. E todos esses 133 leitos estavam ocupados até o início da tarde desta sexta.

Até esta sexta-feira, antes de avançar para a fase 3 (amarela) do Plano São Paulo, a cidade de Ourinhos, que pertence à Divisão Regional de Saúde (DRS) de Marília, estava classificada na fase 2 (laranja), com regras mais restritivas.

Porém, há meses a cidade vem desrespeitando os protocolos definidos pelo estado e adotando seus próprios critérios de flexibilização. Com isso, bares, restaurantes, salões de beleza e comércio funcionam como regras e horários além do que permite o protocolo de saúde do estado.

A prefeitura informa que mantém a fiscalização das regras atuais e o Comitê de Combate e Contingenciamento do Coronavírus, composto por autoridades de saúde e representantes do comércio e do Ministério Público, diz que não há motivos que indiquem necessidade de endurecimento das regras.

Até a tarde desta sexta-feira, Ourinhos registrava 1.672 casos confirmados de Covid-19 e 21 mortes de moradores que não resistiram às complicações da doença. Segundo a prefeitura, 1.516 pessoas conseguiram se curar.

FONTE: G1

Compartilhe