Compartilhe

Cerca de mil alunos da rede municipal de ensino se apresentaram sob a regência do professor Eder Godoi; projeto teve parceria da Secretaria de Educação da Prefeitura e de patrocinadores

 

Jornal da Comarca Cultura
Alunos das turmas de 1° ao 5° ano de todas as escolas participaram do evento

 

Um espetáculo inédito e grandioso marcou a abertura da programação natalina em Palmital na noite de sábado. A “Super Cantata de Natal” levou grande público ao pátio da Fepasa para acompanhar a apresentação de aproximadamente mil alunos do ensino fundamental da rede municipal de ensino, que formaram um coral infantil inédito na história do município. O evento foi idealizado e organizado pelo professor Eder Godói e teve parceria da Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação, e de patrocinadores.

A apresentação foi realizada com uma grande estrutura de som e luz para permitir a participação de alunos das turmas de 1º ao 5º ano de todas as escolas municipais. O megacoral infantil foi acompanhado por músicos convidados e adolescentes que integram a fanfarra do projeto Tobias de Aguiar. O repertório foi composto por músicas natalinas entoadas pelas mais de mil crianças presentes, além de canções de outros estilos musicais.

Além de um público, estimado em cerca de cinco mil pessoas pela organização, estiveram presentes o prefeito José Roberto Ronqui, acompanhado da primeira-dama Fátima Ronqui e da secretária de Educação Tatiane Rogatti Rossini, além de diretores e integrantes das equipes escolares.

Eder Godoi agradeceu o apoio que garantiu a viabilização do projeto com as crianças de Palmital e destacou a alegria em proporcionar que as crianças da cidade possam ter contato com boa música e serem as estrelas de um show natalino que ficará marcado na história de Palmital.

 

QUEM É EDER GODOI

Éder Godói

O pedagogo e professor de música Éder Godói, de 40 anos, se define como vendedor de sonhos e diz que é preciso trabalhar muito para que estes se tornem realidade. Foi com esse idealismo e desejo de realizar projetos sociais e musicais que ele acabou chegando a Palmital.

Natural de São Bernardo do Campo, veio com a mãe para Assis aos 9 anos, onde viveu até a adolescência. Como músico erudito, que estudou em Tatuí depois da iniciação em bandas e fanfarras, morou em diversas cidades do Brasil onde se apresentou em muitos palcos.

Em passado recente, em curtos períodos, Eder atuou na Banda Municipal Albino Rainho e agora voltou em definitivo a Palmital onde leciona música e canto, além de atuar em trabalhos voluntários na Paróquia de Santo Antonio, como membro da Pastoral da Sobriedade. Depois de realizar o projeto de Coral em 2009, em Assis, que não houve continuidade, decidiu trazer essa ideia a Palmital, pois considera que a iniciativa leva crianças ao protagonismo do evento e que a música está muito ligada à educação.

Com apoio da Prefeitura e alguns patrocínios, idealizou e desenvolveu o projeto em que foi necessário trabalho árduo de quatro meses para incentivar e conscientizar as crianças da importância de participar de um evento coletivo de grandes proporções. Satisfeito com o resultado do primeiro trabalho e sua enorme repercussão, pretende dar continuidade e até mesmo criar uma escola de canto-coral na cidade.

Compartilhe

Deixe uma resposta