Tempestade de terra: ‘Estou limpando desde ontem’, diz morador que teve casa atingida em Palmital
Tempestade de areia trouxe sujeira e trabalho a moradores de Palmital
Compartilhe

Segundo o IPMet, deslocamento de frente fria que está no Paraná provocou ventos fortes em várias cidades da região de Bauru (SP). Poeira sujou ruas, quintal, carro e roupas no varal.

A tempestade de terra que atingiu algumas cidades do centro-oeste paulista no início da tarde desta quinta-feira (13) trouxe sujeira e trabalho aos moradores da região.

O publicitário Fernando Bissoli, de Palmital (SP), conta que a casa dele foi tomada pela poeira e, desde então, trabalha para limpar o imóvel.

“Aqui não teve danos materiais, só o susto. Mas ficou sujo, estou limpando desde ontem e agora vou limpar a frente”, contou o morador.

Tempestade de areia sujou as roupas que estavam no varal em casa de Palmital — Foto: Arquivo pessoal/Fernando Bissoli

Tempestade de terra sujou as roupas que estavam no varal em casa de Palmital

O quintal da casa, que fica próxima a uma plantação no bairro Bela Vista, foi tomado por folhas e poeira, assim como o carro do morador. A tempestade também sujou as roupas que estavam no varal, que Fernando tinha acabado de lavar.

De acordo com Fernando, a nuvem de poeira atingiu a cidade por volta das 13h. Assustado, ele decidiu gravar o fenômeno e mandar para a noiva.

“Eu nunca tinha visto uma coisa dessas. Eu vi a nuvem de poeira levantando da plantação e depois de três minutinhos, minha casa foi tomada. Eu achei que era um tornado porque eu nunca tinha visto tamanho vento”, explica o morador.

Fenômeno meteorológico

De acordo com o Instituto de Pesquisas Meteorológicas (IPMet), da Unesp de Bauru, o motivo causador do fenômeno é uma frente fria que está se deslocando sobre o Paraná e que provoca reflexos na região, especialmente com ventos fortes. O IPMet informou que não conseguiu detectar a velocidade do vento.

Palmital foi uma das cidades mais atingidas por sua proximidade com a divisa do Paraná. Além da ventania com poeira, a cidade registrou chuva. Uma torre de uma empresa de telefonia caiu sobre uma casa, mas ninguém se feriu.

Além dela, Gália, Tarumã, Campos Novos Paulista e Cândido Mota ficaram praticamente sem visibilidade durante a tempestade de poeira.

Nas outras cidades da região, a nuvem de poeira também pôde ser vista, em alguns casos a grandes distâncias. Motoristas que estavam na Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294), perto de Marília, registraram a grande nuvem que podia ser vista no horizonte.

Segundo o IPMet, por volta das 16h a intensidade dos ventos começou a diminuir e a área de instabilidade seguiu em direção às regiões de Sorocaba e de Itapetininga.

Torre de telefonia caiu sobre uma casa em Palmital — Foto: Arquivo pessoal

Torre de telefonia caiu sobre uma casa em Palmital

 

Compartilhe