Traficante preso com pedras de crack tenta suicídio na Delegacia de Palmital

Um homem de 44 anos tentou suicídio na tarde desta quinta-feira (27/02) em cela da Delegacia da Polícia Civil de Palmital, após ser autuado por trafico de drogas. Ele foi preso, juntamente sua mulher e um comparsa que seria o “patrão” do esquema, durante ação da Polícia Militar realizada pela manhã no bairro Afonso Negrão. O acusado, que usou um pedaço de pano para se enforcar e é conhecido nos meios policiais pela prática de crimes, passou por atendimento médico no Pronto-Socorro Municipal e foi encaminhado para a Cadeia Pública de Lutécia.

 

De acordo com registros policiais, o flagrante de tráfico ocorreu por volta das 10h30 na rua São Matheus. Policiais militares realizavam patrulhamento e receberam informação de que o homem, acompanhado da mulher de 39 anos, realizavam tráfico de drogas em sua residência e faziam a entrega aos usuários no portão. Eles estariam associados a um rapaz de 26 anos, que seria o chefe do esquema.

 

Quando os policiais chegaram ao local, depararam com o homem que saia da casa e voltou correndo quando avistou a aproximação da PM. Ele foi abordado no quintal pelos policiais, mas não portava nada ilícito.  Os outros dois envolvidos no caso tentaram se esconder no interior da casa, mas também foram revistados. Com a mulher nada de ilegal foi encontrado.

 

Com o jovem, os pms encontraram R$ 30,00 em dinheiro e 80 pedras de crack acondicionadas individualmente em plástico e prontas para a comercialização. O rapaz disse que tinha mais dinheiro em sua casa, que seria proveniente do Bolsa Família de sua esposa. Os policiais foram até a residência, também na rua São Matheus, e localizaram R$ 324,00 em sua carteira e R$ 379,00 escondidos no armário da cozinha. Porém, a mulher disse que não sabia a procedência dos valores, que pertenciam ao marido.

 

Os acusados, junto com as 80 pedras de crack (15 gramas) e os R$ 733,00 em dinheiro, foram apresentados na Delegacia da Polícia Civil. O delegado Giovani Bertinatti manteve a prisão dos dois traficantes e liberou a mulher. Após o após o encerramento dos registros, os pms deixaram a unidade policial, onde os presos tinham ficado em celas aguardando a transferência para unidade de detenção provisória.

 

Pouco depois, receberam chamado de que um dos presos estava tentando tirar a própria vida. Os PMs chegaram à delegacia e encontraram o homem quase desfalecido por enforcamento com um pano amarrado no pescoço, cuja outra extremidade estava presa à grade de cela. Os policiais usaram um canivete para cortar o material e evitar o suicídio. Em seguida, o traficante foi levado até o Pronto-Socorro, onde recebeu cuidados médicos. Posteriormente, a dupla foi levada pela Polícia Civil até a Cadeia de Lutécia. Nesta sexta-feira (28/02), eles devem passar por audiência de custódia no Fórum da Comarca.

Compartilhe

Deixe uma resposta