Uso de fogo para limpeza em fazenda danifica vegetação nativa e resulta em multas de R$ 30,4 mil
Queimada para limpeza em fazenda em Regente Feijó danificou vegetação nativa
Compartilhe

Fiscalização da Polícia Ambiental compareceu à propriedade rural, em Regente Feijó, para verificar um foco de incêndio apontado por satélite do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

A Polícia Militar Ambiental aplicou nesta sexta-feira (7) multas que totalizaram mais de R$ 30 mil contra o responsável por uma fazenda em Regente Feijó (SP) na qual a prática de queimada causou danos à vegetação nativa.

A fiscalização compareceu à propriedade rural para verificar um foco de incêndio apontado por satélite do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e constatou, durante a vistoria, que o homem de 65 anos, responsável pelo local, havia usado fogo para a limpeza de uma área correspondente a 5,69 hectares e, consequentemente, as chamas danificaram 55 árvores nativas de diferentes espécies.

Queimada para limpeza em fazenda em Regente Feijó danificou vegetação nativa — Foto: Polícia Militar Ambiental

Queimada para limpeza em fazenda em Regente Feijó danificou vegetação nativa

Os policiais elaboraram dois autos de infração ambiental em desfavor do envolvido:

  • um no valor de R$ 5.690,00 por uso de fogo em área agropastoril
  • e outro no valor de R$ 24.750,00 por danificar árvores com uso de fogo.

Ao todo, as autuações chegaram a R$ 30.440,00.

Fiscalização compareceu ao local para verificar foco de incêndio apontado por satélite — Foto: Polícia Militar Ambiental

Fiscalização compareceu ao local para verificar foco de incêndio apontado por satélite

Fiscalização compareceu ao local para verificar foco de incêndio apontado por satélite — Foto: Polícia Militar Ambiental

Fiscalização compareceu ao local para verificar foco de incêndio apontado por satélite

FONTE: G1

Compartilhe