Motorista de aplicativo é detido por dirigir embriagado e importunar passageira
Compartilhe

Um motorista de aplicativo, de 47 anos, foi detido após dirigir embriagado e importunar uma passageira de 30 anos. Durante o percurso, numa via de Presidente Prudente (SP), a Polícia Militar notou atitudes suspeitas dentro do veículo e o abordou. No carro ainda foi localizada uma porção de cocaína. O caso foi registrado na noite de quarta-feira (25/09).

 

A Polícia Militar patrulhava pela Avenida Alvino Gomes Teixeira e, à frente, seguia um veículo na cor preta. A equipe observou que a porta traseira do passageiro abria e fechava, bem como que havia uma pessoa sentada no banco de trás gesticulando com as mãos.

 

Após o veículo entrar na Rua Oliveira, na Vila Operária, a porta de trás se abriu por completo e os policiais viram uma mulher “muito nervosa” pedindo para ser retirada do carro. A viatura parou e os militares atenderam ao pedido da passageira para verificarem o que estava acontecendo.

 

Questionada, a vítima disse que acionou um motorista por aplicativo para transportá-la até a sua casa, no Parque Residencial São Lucas. No momento da chegada do carro no ponto de partida, próximo a um shopping center no Jardim das Rosas, o motorista abriu a porta da frente e pediu à mulher que sentasse ao seu lado, no banco dianteiro. O indivíduo também disse que ela era “muito bonita”.

 

A vítima se recusou e sentou-se no banco de trás. Durante o trajeto, o motorista, “muito agitado”, insistentemente pedia para a mulher sentar no banco da frente e dizia que ela era muito bonita, “importunando-a”. A vítima declarou ter ficado “nervosa e com medo” e disse ao homem que não queria conversa, pois é casada.

 

Ainda durante o percurso, o motorista perguntou à passageira se poderia ir pela Rua Coronel Albino. Ela disse que sim. Contudo, a mulher percebeu que o trajeto estava errado e passou a ficar preocupada e nervosa, falando com o homem que não era aquele o percurso, o qual respondia que “por tal caminho era melhor”.

 

“Com muito medo”, a mulher relatou que tinha a intenção de pular do veículo, abrindo a porta, quando a viatura policial passou a seguir em patrulhamento na mesma direção e os militares perceberam a atitude suspeita e realizaram a abordagem. Ao ser questionado, o homem disse que foi acionado pela vítima por meio de aplicativo para uma corrida até a casa da mulher.

 

O motorista disse que a passageira foi no banco de trás e que em nenhum momento disse a ela que era bonita ou agiu de maneira que a importunasse durante o trajeto, o qual teria sido o normal até o endereço solicitado. De acordo com o registro policial, o indivíduo confessou ter ingerido bebida alcoólica.

 

Em revista veicular, a Polícia Militar encontrou uma porção de cocaína no chão do carro, no lado do motorista. O caso foi registrado na Delegacia Participativa como embriaguez ao volante, porte de droga, injúria e contravenção penal de perturbação de tranquilidade.

 

Diante das penas dos crimes de embriaguez ao volante e porte de droga, bem como as condições financeiras do homem, foi arbitrada fiança no valor de R$ 2 mil. O valor foi pago e ele responderá ao processo em liberdade. O veículo e a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do homem foram apreendidos administrativamente.

Fonte: G1

Compartilhe

Deixe uma resposta