• Post category:Polícia
Compartilhe

Materiais foram encontrados na residência de homem denunciado à PM por estar andando armado em Palmital; acusado é suspeito de envolvimento com crimes na cidade

 

A Polícia Militar de Palmital fez a apreensão, na tarde de sábado passado, de objetos supostamente ligados à prática de crimes na cidade. Durante a ação, ocorrida em uma residência no conjunto habitacional Waldyr Faro, foram encontrados uma pistola de brinquedo, uma touca ninja e um alicate para corte de metais. Os produtos estavam com um homem conhecido nos meios policiais pela prática de delitos e que era alvo de denúncia de estar andando armado pela cidade. Ele foi apresentado na Delegacia da Polícia Civil para apuração da utilização e da procedência da arma.

Registros policiais apontam que os PMs foram acionados por volta das 14 horas para patrulhamento visando localizar um indivíduo conhecido pela prática de crimes que estaria andando armado. Ele foi localizado em sua residência, na Rua Salvador Ricci, e autorizou a entrada dos polícias para vistoria no imóvel.

Na revista, foram encontrados uma bolsa que continha no interior o simulacro de arma, uma touca de lã e o alicate para corte de vergalhões, cadeados e correntes. O que chamou a atenção dos policiais é que ferramenta semelhante foi usada para cortar a grade de uma loja de materiais de construção durante furto ocorrido no final do ano passado no bairro São José. As informações e os objetos apreendidos foram encaminhados posteriormente à Delegacia da Polícia Civil.

 

Assaltantes levam caminhão com 30 toneladas de carne na Raposo Tavares

Veículo foi abordado por criminosos nas proximidades da Tereos e o motorista ficou refém da quadrilha por algumas horas

Assaltantes agiram na rodovia Raposo Tavares, em Palmital, e roubaram um caminhão com 30 toneladas de carne bovina, na quinta-feira. O motorista, de 53 anos, que foi rendido nas proximidades da indústria Tereos, ficou refém da quadrilha por algumas horas e deixado na entrada principal da cidade, de onde acionou a Polícia Militar para conduzi-lo até a Delegacia da Polícia Civil para o registro da ocorrência e investigação da autoria do crime. No mesmo dia, o cavalo mecânico foi encontrado abandonado em Salto Grande, mas a carga avaliada em R$ 250 mil não foi localizada.

De acordo com registros da ocorrência, o motorista trafegava no sentido interior-capital com um caminhão Scania, com placas de Pinhalzinho (SC), para cumprir o trajeto de mais de quatro mil quilômetros entre Rio Branco (AC), onde a carga de carne foi carregada no reboque frigorífico, e Nova Veneza (SC). Por volta das 6 horas de quinta-feira, quando estava em trecho de subida nas proximidades da Tereos, um carro emparelhou com a carreta e dois assaltantes armados o obrigaram a parar na altura do quilômetro 420, no acesso à vicinal Fuade Haddad, que faz ligação com a Rua Sete de Setembro.

O motorista, residente em Cacoal (RO), foi levado no carro com dois assaltantes, enquanto um terceiro assumiu o comando do caminhão e tomou destino ignorado. O motorista ficou refém por algumas horas, circulando por rodovias da região, abaixado no automóvel para não ver por onde passava ou a fisionomia dos bandidos. Já na tarde de quinta-feira, ele foi liberado na rodovia Nelson Leopoldino, na área da entrada principal da cidade. Em seguida, acionou a PM, que o conduziu à Delegacia da Polícia Civil.

Durante o registro da ocorrência, o motorista disse que não conseguiu identificar a marca ou o modelo do veículo em que ficou refém, nem as características físicas que possam levar à identificação dos assaltantes. Disse ainda que não foi agredido fisicamente.

Informações dos policiais que atenderam a ocorrência apontam que, no mesmo dia, o cavalo mecânico do caminhão foi encontrado na mesma Raposo Tavares, nas proximidades do posto São Mateus (antigo Cometa), em Salto Grande.

Compartilhe

Deixe uma resposta