Adolescente suspeita de matar pai com facada é ouvida pela polícia em hospital de Marília
Compartilhe

A adolescente suspeita de ter matado o próprio pai em Marília (SP) com uma facada na região do coração foi ouvida na manhã de terça-feira (01/10) por policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) da cidade. O crime aconteceu no último dia 23 de agosto no Jardim Jequitibá, zona leste de Marília.

 

Na ocasião, o dentista Aloísio Anhert Tassara foi morto durante um suposto surto psicótico da filha, de 17 anos. Policiais encontraram quase R$ 19 mil escondidos nas roupas da vítima. A adolescente prestou depoimento no Hospital das Clínicas (HC), onde está internada em uma ala psiquiátrica desde o dia do crime.

 

A menor teria respondido a todas as indagações e revelado, de forma detalhada, todo o ocorrido. Porém, o caso segue em segredo de Justiça e, por isso, a Polícia Civil não revelou o conteúdo do depoimento.

 

O CRIME

No dia do crime, a Polícia Militar atendeu a uma denúncia de vizinhos e foi de madrugada à casa da família Tassara, onde encontrou o corpo de Aloisio, que tinha 51 anos, coberto de sangue na sala da casa e com uma faca ao lado. Além da faca, a perícia encontrou R$ 2.154,85 no bolso e R$ 16.550 na cueca da vítima. Todo o dinheiro foi levado à delegacia.

 

Segundo informações do boletim de ocorrência, moradores avisaram que a adolescente estaria no telhado da casa da vizinha com uma faca na mão. A jovem foi encontrada pelos policiais ao lado da chaminé segurando uma faca e, após muita negociação, ela desceu do telhado.

 

Como ela estava mentalmente desequilibrada, o Samu foi acionado. O serviço de emergência constatou que a jovem estaria em surto psicótico e a encaminhou para o HC, onde foi internada na ala de psiquiatria da unidade.

Fonte: G1

Compartilhe

Deixe uma resposta